Home / Casa & Decoração / A primavera é inspiração para trazer as flores e a natureza para ambientes de convívio

A primavera é inspiração para trazer as flores e a natureza para ambientes de convívio

Por Daniela Sedo, arquiteta e paisagista

A estação é perfeita para fazer um jardim externo ou um cantinho verde em áreas internas de residências

O contato com a natureza faz bem para a saúde do corpo e da mente. Estar ao ar livre, onde há muito verde provoca bem estar, relaxa e recupera as energias. Esse é o motivo que tem levado muitas pessoas a praticarem esportes em parques e praças em todo mundo. Locais assim são cada vez mais valorizados nas cidades, pois são verdadeiros oásis, refúgios da rotina urbana dos grandes centros.

A natureza realmente é incrível em qualquer época do ano, mais ainda durante a primavera, quando as flores geralmente trazem ainda mais beleza a esses espaços. Nesta estação, não há quem não goste de caminhar em um parque ou num jardim com aquele visual colorido e perfumado. Mas para quem não tem muito tempo para ficar ao ar livre ou ir a locais privilegiados pela natureza, por causa da correria do dia a dia, é possível trazer a beleza das flores para dentro de casa.

Por isso, muitos optam por fazer um jardim externo ou um cantinho verde em áreas internas de residências. Porém, muitas pessoas têm dúvidas sobre o tratamento das plantas e quais espécies são indicadas. Ter um jardim florido e bem cuidado é muito prazeroso, porém realmente exige cuidado contínuo, investimento em adubo, controle de pragas, além de um profissional qualificado para cuidar periodicamente das plantinhas.

Algumas dicas para quem não tem tempo, paciência ou mesmo dinheiro para cuidar de um jardim são: para pessoas que gostam de ter plantas em casa e seu cuidado se limitará à rega, o recomendado é utilizar vasos com espécies plantadas e adequadas para ambientes internos. Tais espécies necessitam de menos tempo de cuidado e inclusive menos rega. Uma espécie que floresce em ambiente interno e quase o ano todo é o Antúrio e sua variedade “mini”, é mais delicada e menor. Para quem prefere não se preocupar, por causa da correria do dia a dia, nem mesmo com a rega das plantas, a melhor opção é contratar arranjos florais em empresas especializadas que fornecem os arranjos e os substituem periodicamente. Já aqueles que buscam praticidade e custo zero de manutenção, plantas artificiais podem ser uma boa opção.

Durante a primavera, é necessário procurar por espécies rústicas e mais resistentes como é o caso da Azaléia, Primavera, Iris azul, Ixora e Lavanda. Essas espécies resistem muito bem aos meses frios e estarão lindas na primavera. Em contra partida, espécies conhecidas como tropicais que são mais sensíveis a variações climáticas, estarão na primavera com suas folhas queimadas, com manchas e em alguns casos demoram meses para se recuperarem.

Nesta época do ano, quando as espécies estão florescendo, elas precisam de cuidados especiais, como a rega constante e adubação adequada para cada tipo de espécie, ainda assim, leva algum tempo para que um jardim fique bonito e bem formado. No início da primavera é indicado evitar espécies com folhas delicadas como é o caso das tropicais. Já no final da Primavera certas espécies já estarão revigoradas e florescendo muito bem, como é o caso das Impatiens, Margaridas, Gardenia, dentre outras.

Veja também

Lançamento linha Make up Glam – Mahogany

A Mahogany Itatiba lançou na última sexta-feira (22) a linha Make up Glam. O evento …

Deixe uma resposta