Home / Amor ao próximo / Acessibilidade na Web será debatida durante os Jogos Paralímpicos

Acessibilidade na Web será debatida durante os Jogos Paralímpicos

Mais importante reconhecimento de iniciativas que tornam a Web mais acessível, o Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web, Todos@Web, terá neste ano atividades extras, compostas por uma programação de palestras sobre o tema e depoimentos de atletas paralímpicos, que reforçam a importância de fomentar e investir em acessibilidade na Internet. O evento acontecerá dia 15 de setembro no Rio Media Center, o centro de imprensa da prefeitura do Rio de Janeiro, que recebe jornalistas brasileiros e estrangeiros durante os Jogos Rio 2016.

Promovida pelo Centro de Estudos sobre Tecnologias Web (Ceweb.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), a iniciativa tem o apoio do escritório brasileiro do World Wide Web Consortium (W3C Brasil) e neste ano conta ainda com a parceria da Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Empresa Olímpica Municipal (EOM), para a cerimônia de premiação. As atividades terão início às 9h30 e serão transmitidas ao vivo por streaming no endereçohttp://premio.ceweb.br/.

“Queremos aprofundar o debate sobre acessibilidade na Web tornando esse assunto natural a ponto de virar parte da rotina de todo profissional de tecnologia e de comunicação. São esses profissionais que têm o poder de fazer com que todos os usuários Web recebam um resultado claro, inteligível e sem barreiras. Estou convicto de que as apresentações de especialistas, os depoimentos enriquecedores dos atletas paralímpicos e as experiências apresentadas no Prêmio Todos@Web servirão de inspiração e reflexão sobre a importância desse tema”, reforça Vagner Diniz, gerente do Ceweb.br.

“A acessibilidade na Web é um assunto de extrema importância e requer a atenção de todos que desejam uma sociedade mais justa e integrada. É uma honra ser parceiro nesse projeto”, afirma o presidente da Empresa Olímpica Municipal, Joaquim Monteiro.

O painel “Web acessível: 20 anos de iniciativas e desenvolvimentos no Brasil” terá a presença de José Antonio dos Santos Borges, renomado desenvolvedor na área de acessibilidade da América Latina e coordenador do Grupo de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Assistiva do Núcleo de Computação Eletrônica (NCE) da UFRJ. Sob sua orientação foram produzidos os sistemas computacionais mais conhecidos e utilizados nesta área no Brasil, como o Dosvox, Braille Fácil, Motrix, MecDaisy, Microfênix, Musibraille, Prancha Fácil, entre muitos outros.

A relação da acessibilidade na Web com a legislação brasileira a partir da análise da Constituição Federal, do Marco Civil da Internet e da Lei Brasileira de Inclusão será abordada por Bruna Castanheira, pesquisadora no Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV Direito Rio, e Reinaldo Ferraz, especialista em desenvolvimento Web do Ceweb.br. O encontro terá ainda um painel dedicado à audiodescrição na Web, com estudo de casos e técnicas a partir da experiência de representantes do Instituto Benjamin Constant e Diego Oliveira, criador do site Legenda Sonora, ambos profissionais que atuam com audiodescrição.

O papel dos jornalistas e agências digitais para a publicação de conteúdo acessível na Web também será debatido, com a moderação de Carlos Paulo Jr., da ABRADI Rio, e participação do jornalista Marcos Lima, do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, e Simone Freire, da agência Espiral Interativa. Veja a programação completa em http://premio.ceweb.br/programacao/.

Veja também

Exposição vegana “Animal Sente” ocupa espaço Dito Pinhá até final de Agosto

Conjunto de desenhos e fotografias, além de uma jaula, convidam público a refletir sobre proteção …

Deixe uma resposta