Home / Destaques / GM Ambiental auxilia animais silvestres a voltar à natureza
Os animais ficam em um recinto em meio a mata durante determinado período para que estejam adaptados ao ambiente onde serão soltos em definitivo. Fotos: Renato Junior/ PMI

GM Ambiental auxilia animais silvestres a voltar à natureza

Na quarta-feira, dia 24, a Guarda Municipal Ambiental de Itatiba recebeu os profissionais da Associação Mata Ciliar para realizar a soltura de um casal de cachorros do mato em uma área de preservação.
Os animais vão passar por um processo conhecido como soltura branda, que consiste em manter os animais em um recinto em meio a mata durante um determinado período até que estejam adaptados ao ambiente onde serão soltos em definitivo. Dessa forma, ao serem libertos, os animais estão mais aclimatados ao local, reduzindo o estresse e garantindo maiores chances de sucesso na reabilitação.
“Esses dois animais vão ficar um período aqui, se adaptando a esse novo ambiente para que quando sejam soltos na natureza eles estejam adaptados e tenham mais coragem para começar uma nova vida, em uma área muito boa que, com certeza, encontrarão alimento e tudo o que precisam”, explicou Ana Rita Souza Lopes, Veterinária da Associação Mata Ciliar. “Eles são animais muito importantes para o ecossistema, são bem adaptáveis. Vale a pena insistir na sua sobrevivência quando se faz um resgate, retorná-los para a natureza, esperamos que esse também seja mais um caso de sucesso”, completou a especialista.
Após a soltura, eles serão monitorados por meio de microchips instalados, acompanhando o seu desenvolvimento.
Os animais foram encontrados feridos em áreas urbanas das cidades de Louveira e Campinas e resgatados pela entidade e levados para a unidade operacional de fauna e educação ambiental, em Jundiaí, onde passaram por um período de reabilitação e recuperação, de aproximadamente seis meses.
“Quando a população se deparar com esse tipo de situação, de encontrar animais silvestres, deve-se acionar a GM Ambiental para que lide com a circunstância. Não se deve manter contato direto com esses animais, pois são ariscos, também não devem ser alimentados e nem colocados juntos de animais domésticos”, orientou João Donizeti Maioli, Secretário de Segurança e Defesa do Cidadão.
Atualmente a Associação Mata Ciliar conta com aproximadamente 700 animais silvestres, que chegam de vários cantos do Brasil. Passam por um período de recuperação e estudo para que possam ser reinseridos em seu habitat ■

Veja também

Coquetel de inauguração Studio Prime

Na noite de ontem (20) prestigiamos a inauguração do espaço Studio Prime. Com serviços de …

Deixe uma resposta