Home / Destaques / “Idoso” pode tomar “Vacina da Febre Amarela”

“Idoso” pode tomar “Vacina da Febre Amarela”

Dr. Santiago
Especialista em geriatria e psicossomática

“Doutor, meu pai tem Alzheimer, ele pode tomar vacina da Febre Amarela”! ?

“Minha Mãe já é idosa, ela deve tomar a vacina de Febre Amarela”?

Desde que surgiram surtos de Febre Amarela em várias regiões do nosso país, apareceram muitas dúvidas nas redes sociais  e demais mídias quanto ao vacinar ou não indivíduos idosos ou da chamada terceira idadade.

Por tratar-se de uma vacina feita com Vírus vivos Atenuados (vírus que já não são mais fortes o suficiente para causar a doença), alguns grupos etários precisam tomar precauções específicas e de forma bem mais atenta.

Indivíduos acima de sessenta anos e crianças abaixo de seis meses estão entre estes grupos que merecem nossa maior atenção  e preocupação, pois nestes casos a vacinação pode estar Contraindicada.

Os idosos de maneira geral, costumam a apresentar uma baixa imunidade pelo próprio processo natural do envelhecimento, e por isso deve-se levar em conta o Risco de Contrair a Doença “VERSUS” o Benefício e Risco da Vacinação.

Logicamente isso Não é Regra Geral, pois algumas variáveis devem servir de base para a decisão de tomar ou não a vacina.

“ Se o idoso não sair muito de casa e morar em área Sem Ocorrências de Febre Amarela em humanos e ou macacos, é Melhor Não Vacinar!!!! Neste caso o idoso pode se beneficiar com cuidados como uso de roupas compridas, uso de Repelentes, colocar telas de proteção nas janelas, e evitar áreas de mata”.

Mas se o idoso mora em área de Mata, com circulação comprovada do vírus naquela região, se o mesmo trata-se de um trabalhador Rural, indo muito a beira de Rios, é necessário sim imunizar esse indivíduo pois o Risco de Contrair a doença é muito maior que os efeitos colaterais prováveis da vacinação.

Deve-se suspeitar da doença quando houver Febre, Pressão arterial muito baixa, icterícia (pele e olhos muito amarelos), hemorragias (sangramentos).

Nos idosos acima dos setenta anos o Risco é ainda mais elevado.

Por isso o ideal é que após a vacinação o idoso deveria ser observado com bastante cautela por período de trinta dias após a imunização.

Como sugestão, e para tirar maiores dúvidas, procure sempre a orientação de um médico especializado, onde esse poderá fazer uma triagem dos problemas individuais de cada idoso quanto a suas doenças que afetam o Sistema Imunológico (Diabetes, Câncer, Anemias, Desnutrição, Demências, Doenças Pulmonares Crônicas, ou uso de medicamentos imunosupressoeres (que baixam a iminudade) e outros).

Nunca esquecendo que independente da idade, o maior ganho no combate a Febre Amarele é a eliminação do Mosquito transmissor  e para tanto a eliminação dos focos prováveis onde exista agua parada para procriação do mesmo.

Portanto, “XÔ MOSQUITO”!!!!! “XÔ FEBRE AMARELA”!!!!!!!!

Para saber mais:

Centro de Geriatria e psicossomática Itatiba
Dr. Carlos Alberto Santiago
Rua Carmo Palladino, 38 – Centro – Itatiba/SP
Contato: (11) 4487-1627 / 9 9501-0990

Veja também

Vacinação antirrábica começa em agosto

Serão mais de 90 postos de vacinação espalhados pelo Centro e nos bairros.  A Secretaria Municipal …

Deixe uma resposta