Home / Destaques / Preconceito Infantil

Preconceito Infantil

O preconceito, apesar de ser uma questão delicada, deve ser explicado às crianças desde a primeira infância, afinal, todos os seres humanos são ao mesmo tempo iguais e diferentes e, portanto, tem os mesmos direitos e deveres e merecem respeito.

Nenhuma criança nasce preconceituosa ou discriminatória, essas características são aprendidas. É por volta dos 3 aos 5 anos que os pequenos apresentam consciência das diferenças e começam a fazer julgamentos através do ambiente em que vivem.

Os pais devem lembrar que são modelos para os filhos, entretanto, não é somente das famílias que eles seguem os exemplos, muitas vezes as influências vem de amigos, vizinhos, escolas, cursos e até de programas televisivos.

Diante disso, algumas dicas podem auxiliar os adultos na tarefa de combater o preconceito infantil:

  • Não existe uma idade específica para conversar sobre o assunto, isso deve ocorrer no dia a dia de forma natural;
  • Demonstrar para as crianças que cada pessoa é única e especial, apresentando características físicas e emocionais diversas e que isso é muito enriquecedor;
  • Incentivar e valorizar qualidades como solidariedade, respeito e empatia;
  • Proporcionar para os pequenos a convivência com a diversidade;
  • Ficar atento se não está tendo nenhuma atitude preconceituosa ou discriminatória, mesmo que seja sem intenção;
  • Agir com firmeza, assertividade, paciência e afetuosidade quando constatar alguma demonstração de preconceito ou discriminação por parte dos filhos para que eles entendam o quanto é errado esse tipo de pensamento e comportamento;
  • Filmes, livros, peças, jornais, desenhos e brincadeiras podem ajudar na discussão do tema;
  • Se a criança for a vítima, deve ser acolhida, apoiada e incentivada a debater sobre o assunto. Além disso, deve ser ensinada que existem leis que a protegem contra a discriminação.

Enfim, estranhar o diferente é algo comum a todos, porém as crianças precisam crescer aprendendo a respeitar as diferenças. Dessa forma, toda a sociedade deve debater o assunto de forma firme e sincera para que cada vez mais exista harmonia na convivência entre as diversidades. Um psicólogo pode auxiliar a família e a escola nessa empreitada.

Stella Calvi Franco Penteado
Psicóloga – CRP: 06/115769
stellacfp@gmail.com
(11) 997669701

Veja também

Festa Q Hollywood – Cobertura Edson Fotos

Acompanhe a cobertura incrível que o pessoal do Edson Foto fez de nossa última festa, …

Deixe uma resposta