Home / Destaques / Primavera abre temporada de alergias sazonais

Primavera abre temporada de alergias sazonais

Médico pneumologista elenca quatro dicas para auxiliar a combater rinites e crises respiratórias que aparecem junto com a estação das flores

Coceira e irritação nos olhos, coriza e garganta ‘raspando’. Além de embelezar o visual das cidades, o início da primavera marca também a temporada de alergias sazonais. Os sintomas, que aumentam consideravelmente nessa época do ano, são causados por diferentes fatores, entre eles a baixa umidade do ar, a inversão térmica, o aumento da poluição atmosférica e a polinização das árvores floríferas.

“A manifestação alérgica é a forma de o organismo responder que algo não está bem. Obstrução nasal, espirros e coceiras são sintomas comuns, porém, casos que demoram em desaparecer, como falta de ar e desconforto respiratório, podem indicar que é hora de buscar atendimento médico”, ressalta Paulo Paes Silvado, médico pneumologista do Hospital Santa Catarina.

O especialista esclarece que, em grande parte das vezes, as manifestações alérgicas acontecem nesta época com as pessoas potencialmente sensíveis porque é na primavera que o pólen – conjunto de minúsculos grãos produzidos pelas flores das plantas – penetra nas mucosas aéreas e ativa o processo alérgico reacional. Consequentemente, o nariz começa a coçar, surgem os espirros e a irritação na garganta e nos olhos. “Embora pareça que o único ‘vilão da história’ seja o pólen, também importantes são os outros alérgenos inaláveis como ácaros, fungos e epitélio de animais domésticos, que fazem parte dos agentes desencadeantes das alergias respiratórias”, diz o especialista.

Doutor Silvado elenca quatro dicas para auxiliar a combater rinites e crises respiratórias que aparecem junto com a estação das flores:

  • Hidrate-se: ao tomar bastante água a mucosa nasal é hidratada, evitando, assim, que fique ressecada e que alergênicos (substâncias dos alimentos, plantas ou de animais que provocam uma reação do sistema imunológico) entrem na circulação sanguínea;
  • Limpeza diária: lugares acarpetados, como escritórios, por exemplo, devem ser limpos com aspirador de pó diariamente, principalmente se tiverem pessoas alérgicas que circulam ou habitam o local. Evitar tapetes e cortinas no quarto também pode auxiliar;
  • Atenção especial na hora de dormir: se o clima estiver muito quente, umedeça o ambiente. Aparelhos umidificadores podem garantir uma boa noite de sono e atenuar os sintomas das alergias sazonais.
  • Evite a automedicação: ao contrário do que muitos pensam, utilizar descongestionante nasal por conta própria pode potencializar os efeitos da alergia. Antes de qualquer medicação, é de suma importância procurar o médico.

Via Grupo CDI Comunicação e Marketing

Veja também

58ª Edição – Valentina Herszage

Valentina Herszage A nova promessa da Globo para o mundo!

Deixe uma resposta