Home / Sobre a Revista / A Revista em Itatiba

A Revista em Itatiba

ITATIBA/SP

Foi no território de Jundiaí, nos seus limites com antigas Vilas de Atibaia, Bragança e Campinas, que teve início a história da ocupação e posterior fundação da cidade de Itatiba. Até meados do século XVIII (por volta de 1750), esta área não era ainda ocupada pelo homem, mas isso não significa que ela fosse desconhecida. Como exemplo desse fato, sabemos que desde os idos de 1700, o Rio Atibaia já era utilizado para a navegação, servindo como meio de transporte para pessoas e mercadorias entre uma vila e outra. Aos poucos, portanto, o nosso território foi sendo “descoberto”, conhecido e reconhecido pelos povos de Atibaia, Bragança e Jundiaí.

A primeira grande riqueza da cidade foi o café. Na segunda metade do século XIX, Itatiba, que fazia parte da área pioneira do plantio em direção ao Oeste Paulista, alcançava uma grande produção. Tal fato proporcionou um enorme desenvolvimento econômico para a cidade que, devido a sua grande produção, possuía inclusive uma ferrovia, a “Estrada de Ferro Carril Itatibense”.

Atualmente, a indústria se diversificou e, com a instalação de um moderno Distrito Industrial, a cidade segue esse caminho não se esquecendo, no entanto, da agricultura que ainda hoje é bastante importante, destacando-se na produção de vagem e de caqui, uma de suas marcas na atualidade. Itatiba é uma cidade com um grande potencial turístico, onde se desenvolvem várias atividades ligadas ao Turismo Rural, Histórico-Cultural e de Eventos. Como a cidade foi construída incrustada em colinas, com uma beleza natural notadamente reconhecida, recebeu o codinome de “Princesa da Colina”.

PONTOS TURÍSTICOS

Centro Histórico

Itatiba possui em sua região central, vários edifícios de valor histórico de magnífica beleza arquitetônica. Estes casarões datam, em sua maioria, do século XIX e têm sido bem preservados até hoje.
Uma visita atenta por todo o centro da cidade permitirá ao observador descobrir fachadas e detalhes arquitetônicos que representam e testemunham um período muito rico de nossa história. O Município possui leis que incentivam a preservação e garantem a proteção de seu patrimônio cultural.

Paço Municipal ‘Prefeito Roberto Arantes Lanhoso’

Foi construído em 1927 na gestão de Benedito Franco de Godoy para ser utilizado como sede da Câmara Municipal de Itatiba. Seu estilo é o eclético – uma conciliação entre o barroco, o neoclássico e o renascentista. Posteriormente, a Câmara mudou-se para outro prédio, sendo o Paço ocupado pela Prefeitura. Em 1995 passou por processo de restauro que lhe devolveu todos os detalhes dos afrescos originais, teto e pinturas decorativas das paredes internas. Atualmente funciona ali o Gabinete do Prefeito.
Localização: Praça XV de Novembro, nº 01, Centro
Telefone: (11) 4487-6048

Palacete Damásio

A edificação de inspiração neoclássica, localizado na antiga ‘Rua do Theatro’, foi construída por Manoel da Silveira Franco Damásio, servindo como residência de sua família. A construção do Palacete vinculou-se à planta da ‘Casa Colonial’, utilizando-se de novos materiais industrializados da mão-de-obra dos imigrantes. Posteriormente foi um hotel da ‘Família Chedid’, depois hotel da ‘Família Palma’. Atualmente, o prédio é ocupado por setores da Prefeitura do Município de Itatiba.
Localizado: Rua Quintino Bocaiúva, nº 428, Centro
Telefone: 4487-6015

Museu Histórico Municipal “Padre Francisco de Paula Lima”

A sede do Museu ‘Padre Lima’ está instalada no Solar dos ‘Godoys Moreiras’, construção em estilo colonial, datada do ano de 1875. Foi residência de toda uma geração de ilustres personagens itatibenses, dos quais destacamos a Família ‘Godoy Moreira’ e a Família de Thomé Pires D’Ávilla Neto, filho do Coronel Camilo Pires. O solar foi adquirido pelo poder público.
Localização: Praça da Bandeira, nº 122, Centro
Telefone: (11) 4524-1264

Mercado Municipal Maria Elias de Godoy Camargo – ‘Dona Lica’

Inaugurado em 1984, o Mercado Municipal ‘Dona Lica’ oferece produtos rurais e de outros segmentos do comércio como açougues, padarias, casas de frios, minimercados, bares, lanchonetes, rotisserie, papelarias, tabacarias, entre outros serviços reconhecidos na excelência do atendimento pela população local, turistas e chacareiros.
Localização: Av. 29 de Abril, nº 35, Centro
Horário de funcionamento: segunda à sexta-feira das 9h às 18h30 e aos domingos das 7h30 às 12h30. Aberto nos feriados.

Arquivo Público

Com o objetivo de atender aos cidadãos por meio de pesquisas, recuperar a memória e preservar os acervos, além de agilizar a busca e entrega de documentos, o Arquivo Público Municipal foi inaugurado em outubro de 2001 no ‘Casarão dos Mazzutti’. Em novembro de 2008 a Prefeitura transferiu o Arquivo para um imóvel com cerca de 1000m², onde se encontra atualmente.
Localização: Av. Prudente de Moraes, nº 286, Centro
Telefone: (11) 4538-5100
Horário de funcionamento: das 8h às 12h e 13h às 17h de segunda a sexta feira

TELEFONES ÚTEIS

Disk Denúncia: 181
Resgate (Corpo de Bombeiros Municipal Itatiba): 193 ou 192
Guarda Municipal: 0800 7722153
Posto Polícia Militar Rodoviária: 4538-4199
1° Distrito Policial: 4524-0788
2ª Cia. de Polícia Militar –  4538-3661
Delegacia de Polícia: 4538-4035
Delegacia de Defesa da Mulher: 4538-4935
Santa Casa de Misericórdia de Itatiba: 4538-3533
Hospital Sírio Libanês:4538-3536

Albergue Noturno O Bom Samaritano: 4538-1571

APAE: 4524-4947

Centro Médico Hospitalar de Itatiba: 4538-1011

Conselho Tutelar de Itatiba: 4524-7684

Funerária Itatiba: 4538-6617

Ministério do Trabalho: 4524-0304

Patrulhamento Florestal: 4538-4553

Prefeitura Municipal de Itatiba: 4524-1001

LOCAIS DE DISTRIBUIÇÃO DA Q! REVISTA

Tiragem: 10.000 exemplares

A Montanha, Cachoeiras do Itamarata, Capela do Barreiro, Itaembú, Itatiba Country, Morada das Fontes, Paradiso, Parque da Fazenda, Parque das Laranjeiras, Quinta da Baroneza, Residêncial Villa, Marietta, Santa Rosa, São Gabriel, Terra de Santa Cruz, Terras de Savion, Villagio  das  Palmeiras, Ville de Chamonix, Ville de France, Cond. BelveDelle, Condomínio Monte Castelo, Edifício Brasu, Edifício Europa, Edifício Idar Carbonari, Edifício João Corradine, Edifício José Chaves, Edifício Massaretti, Edifício Rosario, Edifício Santa Rosa, Edifício São Pedro, Edifício São Sebastião, Edifício Virginia, Edifício Oficce Tower, Residencial Cartana d` ampezzo, Residencial Giardino, Residencial Torri de Treviso, Residencial Ville de Monet, Residencial Ville de Rodin e Residencial Beija Flor.

Áreas comerciais, residenciais livres, shopping, avenidas e centro também fazem parte dos locais de distribuição

Deixe uma resposta