Últimas Notícias
Home / Bem estar / Solidariedade em forma de dança

Solidariedade em forma de dança

Saiba como a Zumba mudou a vida do advogado Edmur Pereira e, também, a de vários idosos . 

Depois de tantas histórias incríveis e de superação, uma que não poderia faltar é a do advogado Edmur Pereira, que aos 60 anos dedica-se, quase que exclusivamente, aos idosos de Itatiba, para quem oferece aulas de Zumba Gold.

Em 32 anos como advogado atuante, Edmur sempre manteve a vida saudável em primeiro lugar, praticando esportes, se alimentando bem e fazendo exames de rotina. E, foi durante um desses exames que ele descobriu o câncer de próstata, já bastante avançado. “Lembro que meu médico me contou que havia pedido um exame extra e que, dependendo do resultado, nós ‘namoraríamos’ ou ‘casaríamos’. Pois bem, eis que o resultado chegou e eu fui diagnosticado com câncer de próstata grau 8 (a máxima é 10)”, diz.

Depois de muito questionar-se sobre a doença, Pereira decidiu lutar pela vida e, na medida do que lhe fosse permitido, levar ainda mais vida para as pessoas ao seu redor.

“Em uma consulta com a minha endocrinologista, ela me orientou a buscar as aulas de Zumba, já que eu estava ganhando muito peso, vindo da diabetes psicológica que desenvolvi na época. Eu relutei num primeiro momento, mas certo dia, na academia, vi um professor dando uma aula de Zumba e naquela hora eu me apaixonei pela modalidade, pelos movimentos. Desde então não parei mais”.

Naquele início, Edmur ainda treinava com bastante debilidade, já que ainda estava em tratamento. Mesmo assim, o advogado dedicava 2 horas diárias de seus dias para praticar os treinos de academia e a Zumba.
“Eu sempre fui apaixonado por dança. Em festas, em casa e em locais onde havia musica, eu estava sempre me mexendo. Paralelo a isso, eu também sempre tive o desejo de contribuir de alguma forma com os idosos.
Dinheiro já não serve mais para eles. Foi aí que eu vi na Zumba a possibilidade de levar mais alegria para as pessoas que diariamente se sentem mais próximas do fim da vida”, conta.

Em sua jornada dançante, Edmur teve contato com a Zumba Gold, que assim como a Zumba tradicional se utiliza dos movimentos corporais e das musicas agitadas como exercício. A diferença é que enquanto GOLD, os movimentos são mais leves, sem impactos e giros. Ideal para os idosos que, muitas vezes, dependem de muletas ou cadeiras de roda para se locomover.

“Eu decidi ir lá onde há infelicidade, onde a maioria já nem anda mais e está vendo o fim do túnel. Depois de conhecer e entrar para a Zumba Gold eu posso levar esperança, alegria, ajuda-los a cantar, sorrir e se apaixonar através da dança. Afinal, eles só querem e precisam de uma única coisa nessa fase da vida: carinho!”, finaliza.

Edmur possui uma alma alegre. Não há tempo ruim enquanto se está em um diálogo com ele. Não à toa, tanta vitalidade fez com que ele buscasse novos horizontes e, hoje, o então advogado voltou para a faculdade e deve se formar em Educação Física, para poder dar aulas de Step Zumba e Aqua Zumba!

Gostou e quer saber mais? Então, não deixe de acompanhar o Edmur e a sua belíssima iniciativa através do Instagram @edmurpereira1.

Veja também

Baile de Máscaras – Cobertura Edson Fotos

Acompanhe a lindíssima cobertura que o pessoal do Edson Foto fez de nossa última festa, …

Deixe uma resposta