Home / Comportamento / Sonhos e seus significados

Sonhos e seus significados

mariaieda
Maria Ieda T Osato Ikeda – Psicóloga CRP: 06/52831-6 – Especialização na Unicamp, filiada ao Instituto de Psicologia Analítica de Campinas, membro da AJB (Associação Junguiana do Brasil) e IAAP (International Association for Analytical Psychology).
Normalmente não damos importância aos sonhos, mas desde a antiguidade há interesse nesse assunto. Há sonhos famosos como do Faraó que sonhou com sete vacas gordas e sete vacas magras, sendo interpretado como um período de fartura seguido de um período de fome, “vacas magras”. A interpretação objetiva e premonitória é comum.

Sonhar que alguém morre pode trazer angustia. Pode ser premonitório, mas há outras possibilidades. Essa pessoa faz parte da realidade exterior, assim como os objetos do mundo concreto.  Para a psicologia profunda os sonhos trazem símbolos da realidade interna, podem representar um aspecto psíquico (interno) do sonhador. Podemos comparar a psique humana com um supercomputador capaz de criar imagens que representem a realidade interna do sonhador. Mas essas mensagens parecem incoerentes para a consciência, acostumada a olhar para fora, focada na ação e na realização no mundo externo.

Do ponto de vista subjetivo a morte pode ser o final de um processo, trazendo a exigência de uma transformação para a qual ainda não estamos preparados. Daí a intensidade das imagens e sensações do sonho chamarem tanto a atenção do sonhador, trazendo inquietações mesmo que aparentemente a vida externa pareça tranquila e satisfatória. Vamos exemplificar. Se a pessoa que morre é egoísta e arrogante, este pode ser um aspecto ainda não reconhecido do próprio sonhador.

Essa é uma característica dos sonhos: mostrar uma realidade diferente da que a pessoa vive acordada. Isso acontece, pois quando acordados planejamos nossas vidas, estabelecemos objetivos e tudo isso é comandado pelo Ego que tem um papel importante, é o centro da consciência. Mas, a psique não é só consciência, segundo Carl Gustav Jung, psiquiatra suíço, autor de muitos livros e precursor dos conceitos da Psicologia Analítica.

A realização material faz parte de conquistas importantes, mas não é o fim. No decorrer da vida passamos por conflitos e enfrentamos obstáculos que não estavam nos planos. Assim, somos compelidos ao aprimoramento da personalidade independentemente de nossa vontade. No exemplo, o sonho pode estar mostrando ao sonhador que um aspecto que ele ainda não reconhece (egoísmo e arrogância) precisa “morrer” para que seu processo psicológico possa seguir adiante. Seguir esse caminho é sinuoso e não sabemos ao certo onde vai dar, mas faz parte do amadurecimento psicológico. Percorrer esse caminho torna-se possível quando confiamos em nós mesmos, percebendo-nos inseridos num contexto maior do qual não temos controle. A única coisa que podemos fazer é usar todos os recursos disponíveis ou desenvolver novos para obter melhores resultados para nós mesmos e para os outros.

Entrar em contato com aspectos não desejáveis de nós mesmos traz resistências… É mais fácil apontar os defeitos dos outros e culpar os outros. Podemos mentir para os outros e até para nós mesmos, mas os sonhos são um retrato fiel da nossa realidade interna esperando para ser descoberta e reconhecida. Decifrar as enigmáticas e desconcertantes imagens traz a possibilidade de contatar com uma profunda sabedoria e encontrar novos caminhos para as questões vivenciadas na vida acordada. Na busca do equilíbrio psíquico se faz necessária a integração dos vários aspectos da personalidade. O aperfeiçoamento da personalidade leva à ampliação dos horizontes e a novas realizações internas e externas.  Como disse Jung: “Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta”.

Para saber mais:
Maria Ieda T Osato Ikeda – CRP 06/52831-6
Av. Barão de Itapema, 120 – sala 44 – centro – Itatiba
Contato: (11) 4524-8242 / (11) 99202-3732

Veja também

Melhor Estudante da Escola Pública é da EMEB Vera Lúcia

No dia 21 de novembro, Prefeitura de Itaitba e Rotary Club anunciaram o vencedor do …

Deixe uma resposta