Home / Beleza / Tratamento aprovado pelo FDA Americano que promete o fim da gordura localizada, chega ao Brasil em Setembro
Banco de Imagens

Tratamento aprovado pelo FDA Americano que promete o fim da gordura localizada, chega ao Brasil em Setembro

Injetável, sem cirurgia e pouco invasivo ajudará na redução das papadas do pescoço.

Boa notícia para quem busca o fim da papada. Recentemente foi aprovado nos EUA um tratamento sem cirurgia que visa reduzir a gordura da região. A técnica utiliza o desoxicolato de sódio (ou ácido desoxicólico) e é o menos invasivo e com menor risco de morbidade para o paciente. “O produto é seguro do ponto de vista do FDA, o qual é extremamente rigoroso e responsável para a liberação”, explica o cirurgião plástico Cláudio Lemos formado e pós-graduado pelo Instituto Ivo Pitanguy, especialista pelas Sociedades Brasileira e Americana de Cirurgia Plástica.
O médico comenta ainda que “o uso de Kybella nos EUA está entre uma das práticas mais utilizadas atualmente do ponto de vista ambulatorial”. Segundo Lemos, no Brasil, no entanto, a técnica ainda não foi aprovada. “Apesar de todo o sucesso no mercado americano e dos promissores resultados, é importante ressaltar que a medicação ainda não foi aprovada pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Portanto, o uso dessa substância injetável ainda não está autorizada no Brasil. Estima-se que até o final de 2017 a medicação seja liberada” explica Claudio Lemos, que abaixo responde algumas perguntas em torno do produto.

O que é Kybella?
É o nome comercial, nos EUA, da substância chamada desoxicolato de sódio. É um fármaco sintético que auxilia o corpo a absorver gordura e somente pode ser utilizado em adultos e para dissolver a gordura do pescoço. “A substância ao ser injetada no tecido gorduroso, destrói as células de gordura, diminuindo a papada e tornando o contorno do rosto mais definido”, esclarece o cirurgião plástico.

Como é o tratamento? Quais as suas reações?
São feitas múltiplas injeções do desoxicolato de sódio no local da gordura, no caso, a área submental. São necessárias de 2 a 4 sessões e as aplicações são repetidas a cada 3 ou 4 semanas, até atingir a perda de volume desejada.
Quanto às reações, o cirurgião explica: “A aplicação de substâncias como o ácido desoxicólico causa uma quebra da célula de gordura, resultando em um processo inflamatório local. Após a aplicação, é comum que o paciente sinta uma dor moderada na área tratada, e que pode durar de dois a sete dias”. Como reação ao medicamento, também pode surgir coceira no dia da aplicação ou até 5 dias depois.
É importante salientar que o tratamento deve ser realizado somente por um profissional de saúde capacitado para tal, evitando riscos à sua saúde.

Qual a diferença de Kybella e o Lipostabil?
O Lipostabil foi um nome bastante conhecido nas clínicas de estéticas do Brasil entre 2000 e 2005, mas está proibido no país há 15 anos. A diferença entre os dois produtos está na composição e concentração dos ativos responsáveis pela dissolução da gordura. O Lipostabil contém o ácido desoxicólico e uma segunda substância, a fosfatidilcolina, ambos em altas concentrações. Já o Kybella contém exclusivamente o ácido desoxicólico, numa concentração de 1%.

Serviço:
Dr. Cláudio Lemos
Real Medical Center
www.claudiolemos.com

Veja também

Melhor Estudante da Escola Pública é da EMEB Vera Lúcia

No dia 21 de novembro, Prefeitura de Itaitba e Rotary Club anunciaram o vencedor do …

Deixe uma resposta