Home / Capa / Capa: Val Marchiori, a empresária e socialite que sabe brilhar

Capa: Val Marchiori, a empresária e socialite que sabe brilhar

Sucesso nos negócios e na mídia, Val soube como ninguém trilhar seu caminho
Por MARIANA GALLO

Há quem nasça para brilhar, mas há também quem se faça brilhar, e talvez essa seja a principal característica de Val Marchiori, a socialite empresária mais célebre do Brasil. Reconhecida pela fama de adorável vilã que ganhou após o reality show Mulheres Ricas, transmitido pela TV Bandeirantes, por não poupar críticas às suas colegas de programa, Val soube como ninguém projetar sua imagem de mulher rica, bonita e estilosa, durante o programa e ainda depois dele. O famoso bordão “Hello”, acompanhado de frases efusivas sobre a vida de rica, fizeram de Val Marchiori um fenômeno que é seguido por pessoas de diversas classes sociais e estilos, e até mesmo as socialites mais conservadoras tiveram de se render aos encantos da famosa loira, alta, magra, bonita e rica da televisão nacional.

Quase três meses após o fim do reality, Val continua colhendo os louros de sua participação; considerada polêmica por uns e muito divertida por outros, extremos que, segundo a socialite, está acostumada a lidar. “Se todos só falassem coisas positivas para mim, acharia estranho. Como poderia agradar a todos?

Isso é bom, é uma prova de que sou uma pessoa espontânea e alegre que, ao mesmo tempo em que recebeu críticas, também ganhou muitos fãs.” Ao contrário de muitas celebridades, o sucesso de Val não veio por intermédio da sorte ou talento nato, mas de uma projeção que ela mesma cercou de cuidados e de muito trabalho iniciado na infância, quando, com apenas nove anos de idade, começou a vender de porta em porta cosméticos para ter ser próprio dinheiro. “Sempre batalhei muito na minha vida para poder ter o queria e dar uma vida melhor para minha família. Acho que o fato de ter me tornado uma socialite veio das conquistas financeiras que obtive e do meu lado ‘perua’ que não posso negar. Adoro gastar com roupas, jóias, pefumes… Mas sempre de uma forma inteligente, acho que este é o diferencial.”, conclui.

Filha de agricultores da cidade de Apucarana no norte do estado do Paraná, Val não se rendeu a vida simples e, com o dinheiro que ganhava com a venda dos cosméticos e concursos de beleza, foi traçando seu caminho. Anos mais tarde foi para Europa trabalhar como modelo, onde também adquiriu seus primeiros acessórios e roupas de grife, paixão que só aumentou, junto com sua renda. De volta ao Brasil, abriu em sociedade com os irmãos uma empresa de logística e investiu seu dinheiro em imóveis e gado, tornando-se milionária.

A mudança para São Paulo foi o passo inicial para a empresária bem sucedida ganhar fama, onde, em uma das suas festas dadas na cidade, conheceu o apresentador Amaury Jr, que a convidou para ter um quadro sobre o melhor do luxo. “A minha exposição na mídia foi de forma gradual. Comecei no Amaury Jr, que tem um público mais específico. Depois fui capa da Veja São Paulo, que me deu uma exposição maior e por fim o Mulheres Ricas, que deu visibilidade nacional.” A Val, que nasceu pobrinha, como ela mesma diz, hoje vive uma rotina composta por viagens internacionais, compras e, claro, muito luxo, dia a dia pelo qual não teve medo de expor no programa e essa atitude lhe rendeu críticas por parte de algumas socialites que temem por segurança. “Entendo todas estas críticas, pois também tive dúvida em aceitar o convite, principalmente pela segurança minha e dos meus filhos. Uma das minhas exigências para poder fazer o programa foi que meus filhos não aparecessem. Sou muito preocupada comigo e com meu bem estar, mas como toda boa mãe, não há nada mais importante nesta vida que nossos filhos!”, conta.

O bordão “Hello” acompanhado de um bom champanhe são sem dúvida a marca registrada de Val e, segundo ela mesma, uma forma de reconhecimento do público e do seu sucesso no programa. “Acho isto uma grande prova do carinho do público e do meu sucesso. Ser reconhecida por diferentes públicos é uma conquista. Deixei minha marca, não passei despercebida. Ter alguma personalidade e não tentar ter todas. Isto é importante para ganhar este reconhecimento!”, ressalta.

Além do bordão e do champanhe, as roupas, bolsas e sapatos de Val foram uma atração à parte no programa, em seu apartamento muito bem avaliado situado no bairro dos Jardins, em São Paulo, somam-se uma coleção de mais de 100 bolsas das grifes mais importantes do mundo da moda, além de uma coleção de sapatos com designers badalados, como Cristian Laboutan, Jimmy Choo, Chanel, entre outros. Entre as grifes preferidas do closet de Val figuram Versace, Cavalli, Gucci, entre outras. “Gosto de marcas nacionais, cada vez mais a moda brasileira ganha destaque no mundo. Isto é muito positivo. Adoro andar pela Oscar Freire e fazer compras. Mas infelizmente, muitas vezes compro no exterior. Digo infelizmente, pois gostaria de comprar sempre aqui, incentivar o comércio, mas a diferença de preço é gritante. Espero que a Dilma, nesta política de baixar os juros, consiga diminuir alguns impostos também”, num tom de protesto contra os juros altos.

Para quem deseja ter o estilo de Val Marchiori, ela recomenda: “Ter um estilo próprio, ser antenada em moda e conhecer um pouco das marcas e principalmente, se auto conhecer. Reconhecer seu corpo, sua idade e utilizar isto a seu favor”. As negociações para a segunda temporada do reality show já começaram, Val ainda não revela se vai participar, por enquanto podemos vê-la em participações especiais ou acompanhar seu dia pelas redes sociais, enquanto ela planeja sua biografia, ficamos esperando para ver o que ela ainda tem para nos surpreender!

Curiosidades sobre o estilo de Val Marchiori
Saiba um pouco mais sobre os gostos da mulher mais rica da televisão

Estar sempre impecável como se tivesse saído de uma capa de revista é uma das principais características da empresária Val Marchiori. Seu estilo chique e elegante é composto por roupas de grife e muitas joias. Segundo ela, para ter seu estilo também é preciso ter bom gosto, conhecer o próprio corpo e saber o que a valoriza, dicas que são regras na vida de Val. “Não sigo moda ou alguma personalidade, visto o que gosto e que me sinto bem, aliás, estilo é isso, arrumar-se, olhar-se no espelho, ver-se linda e dizer para si mesma: vai lá e arrasa”, resume. Para isso, Val não poupa gastos e nem esforços. Só para manter seu cabelo loiro e perfeitamente ondulado, por exemplo, ela conta com a presença 24 horas do seu cabeleireiro e maquiador Duda Martins, ex-funcionário de Marco Antonio de Biaggi, que fica disponível caso surja um evento ou compromisso de última hora, tudo é feito no seu próprio salão instalado ao lado do closet. O responsável pelas madeixas custa à empresária cerca de 8 mil reais ao mês e ainda tem disponível um quarto, em caso de horas extras. Já o corpo Val cuida com um personal trainer todos os dias pela manhã na academia de seu prédio, sempre dando uma atenção maior aos glúteos e braços.

O closet de Val Marchiori pode ser considerado um delírio para os apaixonados por grifes. Figuram nele vestidos, saias, calças e outras peças de marcas como Dior, Christian Lacroix, Gucci, Fendi e Chanel, esta última a sua grife preferida. A Versace também faz parte do seu closet (são mais de 80 vestidos só da marca, alguns feitos sob medida). O mesmo vale para as bolsas e sapatos que têm, entre os preferidos, Salvatore Ferragamo, Chanel, Christian Louboutin e Jimmy Choo. As bolsas somam cerca de cem, desde as mais clássicas como, a Birkin, da Hermès ou a Jeckie O da Gucci até as clous mais ousadas criadas para coleções exclusivas da marcas, neste caso vale uma ressalva: não espere encontrar Val com uma bolsa Louis Vuitton de tamanhos grandes e médios, segunda ela, já tem muita gente usando por aí, deixando de ser um ícone.

As joias são a grande paixão da empresária, que nunca está sem que seja, no caso dela, um colar com pedras bem vistosas. Brincos bem desenhados e anéis dos mais diferentes tipos, sempre adornados com brilhantes, chamam a sua atenção e, claro, nada muito barato. Afinal, corre-se o risco de encontrar alguém com a mesma peça. Em seu closet há um mostruário feito especialmente para guardá-las, quase todo repleto. Sair sem as joias é algo que não existe na vida de Val, mesmo em dias de total relax, como um jogo de golfe com as amigas ou uma tarde de compras.

Para quem se pode dar a muitos mimos, Val não hesita em gastar cerca de 70 mil reais numa tarde de compras, ela reforça que não são todos os dias, e que analisa muito bem o que vai comprar. Na sua lista contabilizam joias, roupas e acessórios, todos de grife, é claro, e encerrando a tarde sempre com um encontro com as amigas nos restaurantes mais badalados e chiques da capital.

Veja também

Itatiba conquista curso de gratuito de Construção Civil

Mais capacitação para Itatiba: na manhã de terça-feira, 19, o Prefeito Douglas Augusto e a …

Deixe uma resposta