Home / Destaques / Viajando grávida: saiba quais os cuidados para viajar de avião
Fonte da foto: Lala Rebelo | Blog pessoal

Viajando grávida: saiba quais os cuidados para viajar de avião

A blogueira e consultora de viagens, Lala Rebelo dá dicas para as gestantes viajarem com segurança e indica melhores destinos durante a gravidez

Grávida pode viajar de avião? A primeira resposta para essa pergunta é DEPENDE DO SEU MÉDICO, da SUA SAÚDE e da SAÚDE DO SEU BEBÊ. Estando tudo isso ok, minha resposta é SIM, claro que grávidas podem viajar de avião!
Não há restrições das companhias aéreas para viajar grávida no primeiro e segundo trimestres da gestação. Muitos médicos recomendam que viagens não sejam realizadas nos três primeiros meses da gravidez, por ser um período com maior probabilidade de aborto. Eu viajei várias vezes nesse comecinho e ocorreu tudo bem. Na verdade, por ser um período em que as mudanças físicas são mínimas (sem barrigão e pouca dor nas costas), acaba sendo mais confortável estar mais horas em uma aeronave nesse começo mesmo.
Porém, é nessa época que as gestantes costumam mais passar mal com enjôos e sonolência. Se você é uma grávida que está passando muito mal no comecinho, com certeza é melhor evitar uma viagem longa.
No 4º mês começa a melhor fase para viajar! Os enjôos costumam melhorar e a forma física ainda é ótima. Existe a “lenda” de que grávidas só podem viajar até o 7º mês de gestação, mas a maioria das cias áreas presentes no Brasil permitem um pouco mais, apenas com a apresentação de um atestado médico. Como é o caso da LATAM e da Azul, que permitem voar apenas com atestado até a gestante completar 36 semanas, o que equivale a mais do que 8 meses. Minha última viagem foi São Paulo – Cuiabá – São Paulo (2h de viagem, cada trecho), com 34 semanas.

Dicas e cuidados para a gestante viajar de avião
Antes da viagem, indico estar com o atestado médico e com boa saúde, conforme já falamos. Recomendo utilizar roupa MUITO confortável e estar com todos os contatos à mão (médico, seguros etc.). Importante também levar a sua farmacinha, com itens que grávida pode tomar (checar com seu médico o que ele autoriza ou não), principalmente remédios para enjôo, náuseas, azia e dores musculares/de cabeça.
É muito importante descansar bastante antes da viagem (isso de viajar cansado para ter mais sono durante o voo não está com nada), bem hidratado e bem alimentado. Evite comer pesado antes da viagem e, como durante toda a gravidez, não coma carnes e vegetais crus, e nada que possa te causar um mal estar, dor de barriga, alergias ou intolerâncias. Refrigerantes antes e durante a viagem também não costumam cair bem!
Não é bom ficar sentada sem se movimentar por muito tempo, por isso sempre considere fazer pequenas andadas e alongamentos durante a viagem (por conta do inchaço). Como a vontade de fazer xixi aumenta durante a gravidez, indico também sempre sentar no corredor, já que você vai ter que levantar mais do que um passageiro normal.
Por passar muito tempo sentada, visando evitar inchaços nos pés e pernas, eu sempre uso meias de compressão. Ajuda muito até em voos curtos! No último que fiz, com 34 semanas, esqueci as meias e acabei não comprando uma no aeroporto porque o voo era de apenas 2 horas. Cheguei com os pés tão inchados que pareciam duas batatas! Rsrs.
Para evitar ficar desidratada, é bom tomar BASTANTE água antes e durante o voo! Bastante mesmo, tipo 1L a cada seis horas.
Além dos citados acima, importante usar bastante repelente por conta do surto de zika e agora de febre amarela, caso você não seja vacinada. E evitar zonas com mais infestação de mosquitos. Sei que no calor é complicado, mas eu procuro usar mais calças e mangas também.
O importante, para poder viajar tranquilamente, é você estar com a cabeça tranquila! Conheço grávidas que estavam com a saúde perfeita, com o bebê super bem e com a autorização do médico para a viagem e que mesmo assim, não se sentiam confortáveis e tranquilas para entrar em um avião. Se sua cabeça não estiver bem, é melhor mesmo não ir!

Existe destino ideal para viajar grávida?
Não existe “destino ideal”. Eu acho que é importante evitar lugares muito remotos, longe de hospitais (imagina ter uma emergência e não existir hospitais por perto?). Também acho importante evitar lugares com muito mosquito e mais casos de Zika, Malária e outras doenças bem complicadas para uma gestante.
Já no último trimestre da gravidez, por não ser nada confortável viajar com o barrigão, indico também evitar lugares muito distantes, que exigem muitas horas seguidas de voo para chegar.
Outro ponto importante são os lugares com muita altitude, como por exemplo, Machu Picchu no Peru, Deserto do Atacama no Chile… Muitos médicos dizem não haver contra-indicação viajar para altas altitudes durante a gravidez, caso você esteja em uma fase “tranquila” da gestação (no segundo trimestre, por exemplo). Mas, mesmo não gestante, já é comum sentir falta de ar e não passar bem em um lugar assim, então analise seu caso e reflita.
Eu acabei desistindo de uma viagem linda ao Peru por medo de passar mal. Mas, como vou contar pra vocês no tópico seguinte, fui para muuuuito longe (Nova Zelândia e Fiji) com 4 meses (16-18 semanas) e viajei até as 34 semanas (8 meses) de gravidez!
Dizem para evitar voos em aeronaves muito pequenas, sem pressurização da cabine, para não faltar oxigênio. Porém, nessa viagem para a Nova Zelândia e Fiji, acabei pegando alguns voos panorâmicos em aeronaves bem pequenininhas, monomotor, sem cabine pressurizada.
Como a vontade de fazer xixi é muito mais frequente, considere destinos e atividades com banheiros. Como o cansaço durante a gravidez é muito maior, caso você não seja um atleta, evite destinos com muitas trilhas e que exijam muito esforço físico. E, claro, atividades radicais, nem pensar, né?! Apesar de ter ido para a Nova Zelândia, óbvio que não saltei de bungy jump! Rs.

Minha dica final é:
Respeite seu corpo, seu tempo, seu bebê… Se estiver cansada, durma. Viaje com a mente tranquila, disposta a faltar alguma atividade caso sinta necessidade. Não se cobre. Estava indisposta para sair para jantar? Que mal tem pedir um room service? Esse tipo de atitude é ESSENCIAL para conseguir viajar bem!
Agora… você e seu bebê estando saudável e seu médico de acordo com a viagem, minha dica é: VIAJE!!! Faz muito bem para o corpo e mente! Sem falar de que as fotos ficarão ainda mais lindas e especiais com o barrigão aparecendo!

Lala Rebelo, autora do blog www.lalarebelo.com
Instagram: @lalarebelo
Facebook: /lalarebelotravelblog

Veja também

Tarde Rock 2018

A Prefeitura de Itatiba, o Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria de Cultura de …

Deixe uma resposta