Encontre empresas, produtos e entretenimento


Autor: QRevista
Representante Comercial e o Vínculo Empregatício
28/07/2020   Jurídico
 Postado por:   QRevista

De acordo com o artigo 1º da Lei 4.886/65, o representante comercial poderá ser pessoa jurídica ou pessoa física, sem relação de emprego, que desempenha, em caráter não eventual por conta de uma ou mais pessoas, a mediação para a realização de negócios mercantis, agenciando propostas ou pedidos, para, transmiti-los aos representados, praticando ou não atos relacionados com a execução dos negócios.

Contudo, a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) estabelece que o empregado é toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual ao empregador, sob a dependência deste e mediante salário.

Tem sido muito comum ações que buscam no judiciário a descaracterização do representante comercial e, consequentemente, o conhecimento do vínculo de emprego com a representada. No entanto, o grande cerne que se impõe para a relação empresarial é como evitar esta confusão jurídica.

O erro está em interpretar o art. 1? da Lei 4.886/65 como se a atividade de representação comercial fosse incompatível com a relação de emprego. Na verdade, o texto legal informa simplesmente que a pessoa física pode ser representante comercial mesmo que não haja relação de emprego, ou seja, para caracterizar o representante comercial é necessário que não se caracterize a relação de emprego. Logo, não se pode excluir o vínculo de emprego simplesmente pelo nome no contrato ou função.

Ressalta-se que não é o uso de uma nomenclatura que estabelecerá o tipo da relação jurídica havida, mas sim todas as características vivenciadas no dia a dia.

O Representante comercial, seja na pessoa jurídica ou por meio da contratação de uma pessoa física, não terá o vínculo de emprego reconhecido desde que o exercício de sua atividade não preencha os requisitos legais de emprego, de acordo com o artigo 3? da CLT, quais sejam, pessoalidade, habitualidade, subordinação e onerosidade. Dentre esses requisitos, os que se destacam para a configuração do vínculo de emprego são os três primeiros.

Importante esclarecer que qualquer relação contratual que envolva a prestação de um serviço, haverá uma subordinação jurídica. No entanto, a relação jurídica destes contratos, em regra, submete ao serviço prestado e não ao prestador de serviço.

O Tribunal de Justiça tem verificado algumas características que norteiam o tipo de relação jurídica, se de emprego ou de representação comercial, ou seja, se há configuração do vínculo de emprego ou somente prestação de serviço. Vejamos abaixo alguns deles:

a) A habitualidade - o prestador tem uma frequência assídua e regular à disposição da representada, inclusive, com exigência de comparecimento presencial e/ou realização de viagens ou visitas específicas. Ainda, no caso de pessoa jurídica, se as notas fiscais emitidas foram somente para uma representada;

b) Subordinação estratégica - o prestador não é livre para escolher seu método e condições de trabalho, sendo as visitas diárias pré-definidas pela representada, bem como o roteiro de visitas aos clientes;

c) Subordinação jurídica e pessoalidade – O prestador de serviços fica sujeito as mesmas condições e regulamentos dos trabalhadores celetistas;

Por outro lado, há também os elementos que excluem o vínculo de emprego, caracterizando o trabalho autônomo ou de representação comercial. Vejamos abaixo alguns deles:

A) O prestador contrata prepostos para auxiliá-lo em suas atividades do dia a dia;

B) Tem para si a responsabilidade com alimentação, custos de viagens, veículo próprio, combustível, pedágios etc;

C) Tem liberdade no método de trabalho; liberdade para vender para outros clientes, desde que não seja concorrente uma da outra e flexibilidade no dia e horário de trabalho.

Claro que os elementos citados acima são apenas exemplificativos, pois será necessária uma avaliação mais detalhada em cada contrato de trabalho e a forma de desenvolvimento de cada atividade.

Por fim, é recomendável que a representada tenha uma boa assessoria jurídica para avaliar a situação atual e elaborar um contrato de representação formal e prático, ou seja, não apenas o instrumento particular em si, mas também uma orientação de todo o trabalho do dia a dia de forma que a intenção dos contratantes seja preservada sem esbarrar no vínculo de emprego.

 PARA SABER MAIS 
Gustavo Lenon Advocacia e Consultoria Jurídica
Whats: 
 (11) 97267-4943
Facebook: https://www.facebook.com/gustavo.lenonadvocacia/
Instagram: https://www.instagram.com/gustavolenonadvocacia/
Linkedin: https://www.linkedin.com/in/gustavo-lenon-3129aa66/
Site: 
http://www.gustavolenonadvocacia.com.br/
E-mail: contato@gustavolelonaadvocacia.com.br

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência da Q Revista doando qualquer valor. Acesse:  https://apoia.se/qrevista 

Saiba como as tecnologias podem ajudar o trabalho home office
27/07/2020   Tecnologia
 Postado por:   QRevista

Para conter a disseminação do novo coronavírus, muitas empresas adotaram o sistema home office a fim de garantir a segurança de seus colaboradores. O novo formato de trabalho apresenta muitos pontos positivos, como a flexibilidade de horários, não ter que enfrentar o trânsito para chegar no trabalho, poder cuidar melhor da alimentação, estar mais próximo da família e, claro, diminuir as saídas de casa e manter o distanciamento.

Por outro lado, a maioria das pessoas não dispõe de um ambiente adequado para o trabalho remoto e não fazem uso das tecnologias certas para aumentar a produtividade e melhorar a comunicação, seja com os colegas de trabalho, clientes, fornecedores ou parceiros.

Segundo Fabrício Florêncio, empresário da área de telefonia e colaboração, que há mais de 15 anos ajuda empresas e aumentar a produtividade e reduzir custos, existem ferramentas que podem ser utilizadas tanto dentro do escritório quanto no home office. “As soluções de telefonia IP e videoconferência mantêm suas funcionalidades no trabalho remoto também, o que ajuda muito todos os trabalhadores. Com a telefonia IP, você consegue direcionar as ligações que sua empresa recebe para qualquer dispositivo conectado na internet, sem custo adicional, podendo até mesmo ser seu próprio celular. Desta maneira, você não perde os contatos de possíveis clientes”, diz.

Outra solução que está muito presente no dia a dia do trabalho home office é a videoconferência. Devido ao distanciamento, cada vez mais as reuniões estão sendo feitas através de salas de reuniões virtuais, que possibilitam uma melhor interação e produtividade dos trabalhadores.

Segundo Fabrício, ter uma solução profissional de vídeo demonstra que a empresa está preocupada com a qualidade do atendimento ao cliente e com a relação de trabalho de seus colaboradores. “Com uma boa solução de videoconferência, fazemos com que as informações sejam passadas de forma rápida e efetiva. Podemos criar salas de reuniões virtuais, convidar os participantes, compartilhar tela, gravar as reuniões e desfrutar de muitos outros benefícios, além da redução de custos com deslocamentos, hospedagens, manutenção de carro e outros gastos extras”, afirma.

Além disso, para conseguir ter uma boa produtividade no home office, Fabrício lembra de algumas dicas essenciais. “Escolha o ambiente mais calmo da casa para trabalhar, sem muita poluição visual e que as outras pessoas da casa não te atrapalhem. Mantenha o ambiente bem iluminado para não forçar a vista e escolha uma cadeira confortável, que mantenha a coluna alinhada e os pés no chão. Se possível, invista em um headset que possua um bom conforto de uso e acústico, ele fará com que os ruídos externos não atrapalhem as reuniões”, diz. 

E lembre-se, crie uma nova rotina de trabalho que atenda todas as suas necessidades. Organizar e definir os horários para que o trabalho seja produtivo e o momento de descanso seja bem aproveitado é a melhor coisa a se fazer. 

 PARA SABER MAIS 
Tel.: (19) 3199-9692
Instagram: https://www.instagram.com/bridgecolaboracao/
e-mail: contato@bridgecolaboracao.com.br
https://www.bridgecolaboracao.com.br/

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência da Q Revista doando qualquer valor. Acesse:  https://apoia.se/qrevista 

Protocoll®: O queridinho do momento para uma pele ainda mais bonita
01/06/2020   Saúde, Beleza & Bem-Estar
 Postado por:   QRevista

Protocoll® é um protocolo de pele todo baseado em evidências científicas, desenvolvido por uma colega, também dentista, chamada Dra. Valeria Dal Coll. Ele é feito com a associação de terapias de indução  de colágeno, que visam melhorar a qualidade da pele e reestruturar a derme para otimizar os resultados na harmonização orofacial.

Nós somos capacitados para tratar a qualidade da pele. Mas quero deixar claro que o cirurgião dentista não está apto a tratar doenças, portanto, qualquer sinal que aparecer, deve-se encaminhar o paciente ao dermatologista. 

O Protocoll® é indicado para pacientes com fotoenvelhecimento, sendo capaz de tratar melasmas, manchas de pele, cicatrizes de acne e rugas.

Iniciamos o preparo de pele com um equipamento que vai infundir ativos na pele com mínima  agressão. Estes ativos são individualizados de acordo com a necessidade do paciente. A grande novidade é a inclusão da toxina botulínica (botox) entre estes ativos. Essa toxina tem dois mecanismos de ação: muscular  (que já conhecemos) e em receptores celulares da derme, onde observamos uma melhora significativa no aspecto da pele, promovendo o clareamento. Para manter o resultado do Protocoll® usamos a tecnologia dos geroprotetores celulares, que atuam diretamente no DNA celular combatendo o envelhecimento da pele.

Depois de fazer a infusão de ativos com a Protopen, finalizamos a sessão  com a aplicação de um peeling e, no pós procedimento, o paciente leva um kit com os produtos que devem ser usados em casa (home care), junto com a suplementação via oral do tratamento.

Aproximadamente três dias após o procedimento, a pele inicia a descamação. O grau de descamação varia de leve a intenso, num acordo entre profissional e paciente e também de acordo com a necessidade de cada um.

Esse procedimento visa estimular o colágeno, atenuar as rugas, melhorar a textura e clarear a pele. Com isso, aumenta a qualidade da pele e a autoestima. Não deixe para amanhã, cuide de você!

 Onde encontrar: 
Catalano Ortodontia e Estética
Aqui na Catalano Ortodontia e Estética os tratamentos são realizados em um alto grau de precisão e os resultados são obtidos de forma rápida e satisfatória através do estudo de caso e planejamento para identificar qual técnica e material será utilizado para o tratamento do paciente.

Rua Dr. Aguiar Pupo, 120 - Centro - Itatiba/SP
Telefones: (11) 4524-5372 / (11) 93499-5372
Instagram: catalanoortodontia/
Facebook: @CatalanoOrtodontiaeEstetica
Site: http://www.odontologiacatalano.com/
e-mail: consultorioodontodj@gmail.com

Vai reformar o apartamento? Entenda tudo sobre obras em condomínio
05/05/2020   Casa & Decoração
 Postado por:   QRevista

Um prédio bem construído é para durar muito tempo. Mas isso não significa que o desgaste e as mudanças no uso do local não exigirão reformas, seja por perda de desempenho natural dos materiais, por estética, alteração de função do prédio ou outro motivo. Uma coisa é certa: as reformas precisam ser realizadas com planejamento,  segurança e boa condução para obterem êxito. 

Para garantir o planejamento e a segurança dos usuários dos edifícios,  a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas criou a NBR 16.280 Reformas em Edificações – Sistema de Gestão de Reformas  em 2014, atualizada em 2015, que rege os procedimentos necessários para que as obras de reforma sejam executadas corretamente, com anuência do síndico e através de acompanhamento de responsável técnico habilitado nas áreas de engenharia ou arquitetura.

A NBR 16.280 prevê a apresentação pelo condômino, e aprovação pelo condomínio, de um Plano de Reforma elaborado e assinado por um responsável técnico com recolhimento de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) de engenheiro civil ou RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) de arquiteto, contendo no mínimo os seguintes documentos:

- Cronograma detalhado com prazos de obras; 
- Memorial Descritivo do que será feito na obra;
- Planta e detalhes com as alterações a serem feitas;
- Lista com nome e identificação (RG e CPF) dos prestadores de serviço envolvidos;
- Previsão, conforme legislação vigente, do descarte correto de resíduos;
- Definição do local para armazenamento de insumos e resíduos;

Este Plano de Reforma, ou Laudo Técnico deve ser encaminhado para análise da construtora ou incorporadora (caso ainda esteja no período de garantia), ou ao responsável técnico indicado pelo síndico. Dessa forma, as reformas só podem começar após a aprovação do condomínio ou do órgão competente envolvido. Esta obrigatoriedade vale também para as reformas nas áreas comuns dos edifícios.

Obras que necessitam de Plano com ART/RRT:

- Instalação de ar-condicionado;
- Mudança de lugar de torneiras, chuveiro ou tomadas;
- Abertura de porta ou cozinha americana;
- Fechamento ou envidraçamento de sacadas;
- Buracos ou perfurações de lajes;
- Instalação de banheira;
- Reformas onde há necessidade de engenheiro eletricista;
- Reparo ou alteração nas instalações de gás;
- Troca de revestimentos com uso de ferramentas de alto impacto, como marretas ou marteletes, para retirada do revestimento prévio;
- Alterações estruturais no apartamento.

Obras que não necessitam de Plano com ART/RRT:

- Pintura;
- Pequenos reparos elétricos ou hidráulicos que não utilizem ferramentas de alto impacto e não façam alterações da estrutura do condomínio;
- Colocação de redes de proteção;
- Substituição do forro de gesso, desde que o novo tenha características semelhantes ao original.

Nessas situações, o síndico é o responsável pela aprovação da documentação. Portanto, deve fiscalizar a obra e verificar se esta cumpre o que foi informado pelo morador. Caso o projeto saia do que é previsto, cabe a ele alertar ao proprietário. Caso seja necessário, o síndico deve tomar medidas civis e judiciais para que a obra ocorra conforme o planejado.

O síndico pode:

- Notificar o morador;
- Aplicar multas;
- Proibir a entrada de materiais e dos prestadores de serviço ligados à reforma;
- Registrar irregularidade na delegacia de polícia e até buscando o judiciário para embargar a obra.

Caso tudo ocorra conforme o combinado, o síndico deve vistoriar as condições em que a obra foi finalizada. O gestor também deve receber do proprietário do imóvel um termo de encerramento. Desta forma, é possível arquivar e ter acesso a toda documentação.

O ideal é que se forme uma comissão de obras do condomínio aprovada em assembleia, com poder de fiscalização, que auxilie  o síndico em todo o processo.

A norma auxilia no afastamento definitivo dos chamados  “faz-tudo”, os curiosos ou os amadores e privilegia a boa técnica com responsabilidade.

À medida que exista um projeto com planejamento prévio, o improviso dará lugar à ação coordenada minimizando incertezas, e aumentando a possibilidade de sucesso nas obras de reformas dentro do prazo e custos previstos.  

Procure a AEAI – Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Itatiba e esclareça suas dúvidas.

Engº Civil Nelson J. Mostaço
Presidente da AEAI
Membro Instituto de Engenharia de SP

 Onde encontrar 
Associação dos engenheiros e Arquitetos de Itatiba
https://aeai.com.br/
Instagram: https://www.instagram.com/aeaitatiba/
Facebook: https://www.facebook.com/aeaitatiba
R. Miguel Hércules, 211 - Jd. Tereza - Itatiba/SP
contato@aeai.com.br
Tel: (11) 4524-4088
http://www.creasp.org.br/

Acesse:
Fiscalização > Denúncia on-line:
http://www.confea.org.br/

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência da Q Revista doando qualquer valor. Acesse:  https://apoia.se/qrevista 

Você sente Raiva
26/04/2020   Saúde, Beleza & Bem-Estar
 Postado por:   QRevista

Alguma vez você já perdeu a cabeça, xingou, gritou, brigou, explodiu num momento de fúria, seja com palavras ou com atitudes? Claro que todos nós já passamos por situações semelhantes a essas em algum momento de nossas vidas, não é? 

Geralmente depois desse ataque de nervosismo, costumam aparecer sentimentos variados e logo pensamos “Mandei Bem!”, “Justiça feita!” ou também podemos nos arrepender do ocorrido. Quando questionados, geralmente dizemos ou justificamos com o argumento de que aquele foi um momento de raiva. Mas não é bem assim!

Em pequenas doses, o sentimento de raiva, por exemplo, pode até ser saudável - servindo de impulso para ações ou motivações de mudanças. No entanto, o problema começa quando ela extrapola o bom senso, passa a prejudicar o bem-estar físico e o convívio social.

Então, o que seria essa tal raiva? O que é o sentimento de raiva? De um modo geral, a raiva define-se como um sentimento de protesto, insegurança, timidez ou frustração, contra alguém ou alguma coisa, que se exterioriza quando o ego se sente ferido ou ameaçado. A intensidade da raiva, ou a sua ausência, difere entre as pessoas.

A raiva ou rancor costumam ser sentimentos muito fortes, que naquele momento consome nossa energia de várias formas. Além disso, é um sentimento que aparece, mas que está em cima de muitos sentimentos ocultos (tristeza, decepção, irritação, injustiça, ameaça, mentira, perdas, prejuízos e outros), e que são desencadeadores daquela explosão.

No momento de raiva ficamos surdos, irracionais, agressivos, e geralmente nos sentimos ameaçados de alguma forma.

Se fizermos uma análise fria e honesta sobre o que nos deixou com raiva, encontraremos uma profunda tristeza por alguma perda, expectativa que não se concretizou, uma rejeição, uma mágoa ou outros motivos que nos levaram a essa tristeza angustiante.

Muitos dizem que é melhor extravasar a raiva para não ter um colapso, ou coisa do tipo, mas será mesmo que é prudente, saudável e sábio tal atitude? A descarga de adrenalina no organismo é muito grande, e com isso acontece o aumento da pressão arterial, aumento da frequência cardíaca, tonturas, cansaço físico, tremores, inquietação, falta de memória, insônia e outros, podendo a ser fatais após um infarto ou acidente vascular cerebral (AVC).

E se nós aprendêssemos o contar até 10, pedir perdão, praticar a compaixão, não responder (nem e-mails, WhatsApp, telefones e outros) na hora da raiva, esperar antes de falar, agir sem impulsividade, esperar, refletir antes de agir? 

Já dizia Shakespeare “Todos têm o direito de ter raiva, mas não tem o direito de ser cruel.” A Raiva pode gerar alívio momentâneo, mas depois pode trazer um profundo sentimento de culpa, arrependimento e depressão. Então, raiva? Para que sentir raiva? 

 PARA SABER MAIS: 
Centro de Geriatria & Psicossomática Itatiba
Dr. Carlos Alberto Santiago - CRM 83759
Especialista em Geriatria e Psicossomática

Rua Ana Abreu, N: 77 - Jardim São José
Itatiba/SP - CEP 13250-536

Tels.: (11) 4487-1627 / 9 9501-0990

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência da Q Revista doando qualquer valor. Acesse:  https://apoia.se/qrevista 

 
Ações de combate à violência contra a mulher lugar da mulher é onde ela quiser
15/04/2020   Projeto Social
 Postado por:   QRevista

Ações de combate à violência contra a mulher são cada vez mais intensas em Itatiba. A conscientização sobre o assunto também vem crescendo e quem está por traz disso são algumas ativistas femininas da região. Leila Bedani, vereadora na cidade e servidora pública há mais de 20 anos, é uma dessas mulheres que está na luta pelo combate à violência contra a mulher, além de autora de vários projetos.

A cada duas horas uma mulher é morta no Brasil*, esse dado alarmante mostra o quanto é importante falar sobre segurança e direitos femininos. Por isso, Itatiba conta com diversas ações de combate à violência contra a mulher.

Uma delas é o Defense, curso básico que ensina autodefesa para mulheres, para ela saberem como agir diante de uma situação de risco e manter a calma caso algo aconteça. Além disso, também são ensinados golpes simples e como devem ser aplicados.

Lembrando que tanto agressões físicas quanto verbais devem ser denunciadas. Marco Antônio da Silva, delegado de polícia que responde pela Delegacia de Defesa da Mulher de Itatiba esclarece como as denúncias devem acontecer. “Em caso de violência doméstica e se o agressor ainda estiver no local, os primeiros a serem acionados devem ser a Guarda Municipal ou a Polícia Militar. Já em casos que o agressor fugiu, a primeira coisa a ser feita é procurar socorro médico e avisar ter sido vítima de violência doméstica”, esclarece Marco Antônio.

Outra ação importante na cidade é a Virada Feminina, que tem como objetivo o empoderamento feminino, palavra tão atual e necessária no contexto sociopolítico pelo qual estamos enfrentando.

Em sua segunda edição, realizada em 2019, teve um considerável aumento tanto de público (mais de 300 pessoas) quanto de voluntários e parceiros em relação à primeira edição. Com variadas atrações, contou com a participação especial de Cidinha Raiz, primeira mulher negra candidata ao Senado brasileiro, acompanhada de empreendedoras negras de São Paulo, participantes da OBME (Organização Brasileira de Mulheres Empresárias) e do Grupo de Trabalho Raça e Etnia.

No carnaval a Campanha Nacional Não é Não também esteve presente em Itatiba. O fato da mulher usar menos roupas intensifica o assédio que já existe no dia a dia e o debate sobre o assunto é essencial., mas atuar na conscientização das mulheres e dos homens. Realizada desde 2018, as voluntárias estiveram presentes nos blocos de carnaval de Itatiba distribuindo cartilhas, adesivos e divulgando os canais de denúncia em casos de violência.

Já os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional, iniciativa da ONU Mulheres, que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

No Brasil, a Campanha acontece desde 2003 e, para destacar a dupla discriminação vivida pelas mulheres negras. As atividades aqui começam em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra e vão até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Em Itatiba foram realizados, desde 2017, diversos eventos, sempre com o objetivo de conscientizar e orientar a população em relação combate à violência contra a mulher.

“Somente com a discussão desses vários aspectos que a população terá mais consciência da importância desses assuntos. A Delegacia da Mulher trabalha com números e queremos que ele diminua cada vez mais, isso é prioridade”, diz Marco Antônio.

Outras ações que acontecem em Itatiba são o Orange Day, conhecido também pelo Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher, o Agosto Lilás, campanha que visa levar informações e sensibilizar toda a sociedade sobre a Lei Maria da Penha e as formas de combate à violência contra a mulher e o curso Agente Bem Querer Mulher, em prol do atendimento humanizado e qualificado das mulheres vítimas de violência. 

Mais Mulheres na Política

Nos últimos 3 anos, a Vereadora Leila Bedani apresentou, junto de demais vereadores, diversos projetos de lei a favor da mulher. A necessidade em se fazer políticas públicas voltadas para a mulher está cada dia mais evidente em nossa sociedade, pois visam à equidade de gênero, a eliminação de qualquer forma de discriminação e de violência contra a mulher, assegurando-lhe a plenitude de seus direitos, sua participação e integração no desenvolvimento econômico, social, político e cultural. Por isso, diversas leis já foram implantadas e outras aguardam votação.

Leila nunca deixou de fiscalizar e iniciar projetos em prol da população. Na área da mulher,  também cobra por uma rede de atendimento à mulher em situação de violência como a Casa Abrigo, a capacitação dos agentes comunitários, implantação de rede de proteção à mulher, ativação do Conselho Municipal da Mulher, ampliação da Delegacia da Mulher, apoio do Conseg Itatiba, convênio com o Ministério Público, atendimento humanizado das mulheres que sofrem violência, entre outros, como o pedido feito ao Governador do Estado solicitando a vinda da Carreta de Mamografia à Itatiba.

“Precisamos de mais mulheres na política para uma democracia mais inclusiva e efetiva, para que possam lutar, criticar, pautar projetos e defender a classe que sofre com a falta de representatividade”, afirma Leila.

Questionada ainda sobre os resultados que essas ações têm trazido ao município, Leila ressalta. “Várias mulheres resolveram denunciar, procurar ajuda e sair do ciclo de violência, pois muitas perdem sua autoestima, ficam muito fragilizadas perante a sociedade e dependentes do seu parceiro. Através das ações, ajudamos as mulheres a enxergar que existe uma luz no fim do túnel e que é possível se reerguer e ser feliz”. 

Leila também chama atenção para outros tipos de violência. “Através das orientações sobre os tipos de violência, uma amiga descobriu que estava vivendo em um relacionamento abusivo e resolveu procurar ajuda. São através dos resultados, mesmo que pequenos, que nos motivamos a entender que diante das dificuldades, ainda estamos no caminho certo!”, finaliza.

Projeto de Prevenção da Violência Doméstica

Outra mulher ativa na luta contra a violência doméstica, é a Promotora de Justiça do MPSP, Fabíola Sucasas. Ela foi uma das responsáveis pelo Projeto de Prevenção da Violência Doméstica com a Estratégia de Saúde da Família, que virou lei de proteção à mulher em Itatiba. O projeto recebeu menção honrosa do Inovare em 2016 e, em 2019, premiação do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 

Segundo dados fornecidos por Fabíola, em 2018, 536 mulheres foram vítimas de agressão física a cada hora, ou seja, 4,7 milhões de mulheres ao longo do ano. Além disso, foi apurado que 27,4% das mulheres brasileiras com mais de 16 anos sofreram algum tipo de violência.

A lei implementada na cidade tem grande poder de informação, como explica a promotora. “Trabalhamos na capacitação de agentes comunitários de saúde com foco em saúde pública das mulheres vítimas de violência. O Ministério Público, junto com a rede de atendimento apresenta materiais informativos para que os servidores da área de saúde promovam as informações para as mulheres vítimas de violência. A violência contra a mulher deve ser enxergada como questão de saúde pública, uma vez que adoece, provoca sofrimento nos filhos, danos físicos e psíquicos”, diz Fabíola.

Itatiba busca mais conscientização com ações efetivas em combate à violência contra a mulher. Estamos no caminho certo! 

*dados do Monitor da Violência, parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 

  SAIBA COMO DENUNCIAR  
De acordo com a ONDH (Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos), a média diária de 1º a 16 de março foi de 3.045 ligações recebidas e 829 denúncias registradas. Já nos 8 dias seguintes estes números subiram para 3.303 ligações recebidas e 978 denúncias registradas, um aumento de 9%. É preciso redobrarmos a atenção para os casos de violência doméstica nesse período de isolamento social: DENUNCIE! Ligue 180 - Canal gratuito e confidencial!

| O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência da Q Revista doando qualquer valor. Acesse:
|  https://apoia.se/qrevista 

A importância da alimentação saudável nas empresas
14/04/2020   Gastronomia
 Postado por:   QRevista

Quando falamos em alimentação saudável, as primeiras coisas que vêm em mente são saladas e frutas. Contudo, esse tema

envolve muitos outros fatores. Para ser saudável deve-se levar em consideração não apenas a ingestão de nutrientes, mas também como os alimentos estão sendo preparados e combinados, como estão sendo apresentados, se respeitam a cultura do público e, também, se o ambiente favorece o bem-estar.

Atualmente, estamos vivendo mudanças nos padrões de alimentação da população em seus lares. As principais envolvem a substituição de alimentos in natura (arroz, feijão, legumes e verduras) por produtos industrializados prontos para consumo. Causando, dentre outros problemas, o aumento de doenças como obesidade, diabetes e hipertensão.

Levando em consideração esses fatores, cada dia mais a Megusta Refeições oferece refeições que visam não somente “matar a fome” dos trabalhadores, mas, também fornecer os nutrientes necessários para a manutenção da saúde de seus clientes. Isso porque a alimentação adequada e saudável é um direito humano básico que envolve a garantia ao acesso permanente e regular, de forma socialmente justa, a uma prática alimentar adequada e de acordo com as necessidades alimentares especiais, harmônica em quantidade e qualidade, atendendo aos princípios da variedade, equilíbrio, moderação e prazer.

Os benefícios da alimentação saudável não são restritos aos colaboradores, as empresas contratantes também se beneficiam em vários sentidos. Com mais qualidade de vida e alimentação, o profissional estará mais disposto e feliz para o trabalho. Colaboradores mais saudáveis garantem um melhor desempenho dentro de qualquer empresa e faltam menos, principalmente devido a acidentes de trabalho.

Cada vez mais as empresas se conscientizam que, para ter competitividade, a melhoria da qualidade de vida e das condições de trabalho dos seus colaboradores torna-se um investimento necessário e a alimentação tem um papel fundamental nesse processo.

A Megusta é comprometida em oferecer às empresas refeições de qualidade, saborosas e equilibradas levando em consideração também momentos de satisfação e alegria com eventos, pois consideramos que uma alimentação saudável não é só questão de nutrir o corpo, mas também a mente e o coração. 

 Ligue Agora 
Megusta Refeições
Contato: (11) 4538-1083
contato@megustarefeicoes.com.br  
www.megustarefeicoes.com.br

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência da Q Revista doando qualquer valor. Acesse:  https://apoia.se/qrevista

Cultura e Turismo de Itatiba fomentam a cidade
08/04/2020   Cultura Turismo
 Postado por:   QRevista
Desde a certificação de Itatiba como município de interesse turístico (MIT), uma série de ações passaram a acontecer em nossa cidade, movimentando a economia e gerando novas oportunidades.

Em pouco tempo, a Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Itatiba mostrou grandes avanços que melhoraram a identidade cultural e turística da cidade. O que temos visto, desde então, é um trabalho bastante sério e comprometido por parte da municipalidade em desenvolver ações específicas, estudos de viabilidade, diálogos e parcerias com especialistas, resultando em um grande plano de trabalho.
À frente dos trabalhos e da gestão da Cultura e Turismo está o Secretário Washington Bortolossi, que também participa ativamente como membro do CONDEPACHTI e do COMTUR.

“Elaborar um Plano Diretor para o Turismo de Itatiba, para então pleitear o reconhecimento como MIT, e através disso buscar recursos e propor iniciativas para desenvolver o turismo local, foi um grande desafio. Da mesma forma, tínhamos a necessidade de nos fortalecer diante de nossa cultura, resgatar valores, preservar nossas tradições, propor iniciativas e criar oportunidades. Foi assim que aceitei o convite do Prefeito Douglas Augusto para responder por essa pasta”, diz Washington.

Do trabalho desenvolvido, cursos e capacitações vêm sendo oferecidos aos interessados através do Programa para Desenvolvimento do Turismo em Itatiba, que fomenta a potencialidade turística de Itatiba, com destaque para os Workshops, tais como Governança no Turismo, Planejamento Estratégico para o Turismo Local e Regional, Metodologia de Projetos e Marketing Turístico – Marca e Promoção, e nossa reafirmação com potencial desenvolvimento do turismo rural e consolidação como cidade dos grandes casamentos.

Segundo Washington, vem muito mais por aí. “A equipe de servidores municipais está trabalhando continuamente junto ao Conselho Municipal de Turismo (COMTUR Itatiba), e pretende anunciar em breve as novas ações diante das conquistas perante os projetos apresentados e aprovados pelo Governo do Estado de São Paulo, o qual viabilizará recursos financeiros para investimentos na cidade, com grande destaque aos investimentos no Parque da Juventude - Luiz Latorre”, afirma.

A Secretaria também é responsável pelos projetos e iniciativas culturais no município, como o Museu, Biblioteca, Arquivo Público, Conservatório, e responsável pela gestão dos Parques da Juventude - Luiz Latorre e Linear - Antônio Fattori.

O cenário artístico e cultural permite cada vez mais o acesso de novos talentos e incentiva os iniciantes. Seja através da participação nas grandes festividades da cidade, ou em eventos menores, o artista local sente-se valorizado, podendo mostrar seus trabalhos nos mais variados segmentos.

Dentre as principais atividades realizadas destaca-se o aumento do número de vagas para que nossas crianças, jovens e agora adultos possam cursar as mais diversas oficinas musicais e aulas de ballet, além de oficinas de pintura e desenho, cursos inovadores propostos pela atual gestão.

Ainda com o objetivo de preservar nossa história, iniciamos um processo de revitalização de prédios históricos, contemplando, numa primeira fase, o Solar Ferraz Costa e Conservatório.

"Aproveito o espaço para agradecer a cada servidor público com o qual tive o privilégio de trabalhar, pois com muita força de vontade, comprometimento e dedicação deram uma nova identidade ao turismo e à cultura da cidade. Agradeço ao prefeito pela oportunidade de estar à frente desses trabalhos neste período. Tenho certeza de que demos o nosso melhor, diz Washington".

A cultura e o turismo são ferramentas extremamente importantes como a educação e merecem investimentos, pois podem ser utilizados para buscar o desenvolvimento econômico, tanto no mercado de trabalho como na geração de renda.

Itatiba está atenta às oportunidades, dedicada àquilo que é momento no Estado e no país, e dessa forma entendemos estar no caminho certo, afinal, quem não valoriza e respeita o seu passado e sua história está fadado a não ter futuro.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência da Q Revista doando qualquer valor. Acesse:  https://apoia.se/qrevista
1 2 3 4 5 6