Encontre empresas, produtos e entretenimento


Autor: Renato Antonio
COMBATE AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES
25/05/2021   Projeto Social
 Postado por:   Renato Antonio

De acordo com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, 52% dos casos de exploração, violência ou abuso sexual ocorrem dentro da casa da vítima, e apenas 01 em cada 10 casos é notificado às autoridades.

O isolamento social em decorrência da pandemia agravou e aumentou ainda mais estes índices, somado a crise econômica que desencadeou a perda do emprego de milhares de pessoas, tornou a situação ainda mais alarmante.

 

AÇÕES

Para incentivar a denúncia no intuito de coibir estes crimes, entregamos materiais orientativos contendo informações importantes sobre como identificar possíveis abusos que podem ser visíveis nas mudanças de comportamento, tais como:

- tristeza excessiva,

- agressividade repentina, - isolamento;

- medo do convívio e contato com pessoas;

- dificuldades no aprendizado;

- rejeição ao seu próprio corpo, dentre outros que podem ser indícios de abuso sexual.

 

As ações abrangeram o centro da cidade, concentradas no CAC e também na Praça da Bandeira e Rua Aguiar Pupo.

 

LEI MUNICIPAL, VOLUNTÁRIOS E APOIADORES

Leila Bedani, Roselvira Passini, José Roberto Alves Feitosa e Hiroshi Bando autora da Lei 5168/2018 que “Institui a Semana de Enfrentamento ao Abuso e Violência Sexual Contra a Criança e Adolescente no Município de Itatiba”, destaca a relevância da campanha: “É uma ação que tem como foco, orientar, estimular a denunciar os abusos através dos canais de ajuda e conscientizar muitos jovens a se protegerem e assim terem uma vida longe dos traumas que o abuso sexual pode gerar. Por isso, qualquer sinal de suspeita, denuncie”.

 

As ações tiveram o apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria da Saúde e voluntários:

vereadora Leila Bedani: Grupo Mulheres do Brasil - Núcleo de Itatiba/SP, Libra Itatiba, Virada Feminina, Grupo Entre Rosas, Sibes (Sociedade Itatibense para o Bem-estar Social), CONSEG (Conselho de Segurança de Itatiba), Movimento ODS-SP, Igreja Adventista do Sétimo Dia de Itatiba/Quebrando o Silêncio, Conselho Tutelar de Itatiba, CEBASP/ Sagrada Família- Comunidade Educacional de Base Sítio Pinheirinho, Guarda Municipal de Itatiba, Projeto Eu Só Quero Amar, CAENF- Coletivo Cultural Campo dos Sonhos e IEN-Instituto Excelência Negra e ONG Trilhas, que cuidadosamente elaboraram materiais e distribuíram no semáforo da praça da bandeira no sábado.

 

ONDE DENUNCIAR E PROCURAR AJUDA?

 

 4524-7684 / 94711-8118 - Conselho Tutelar de Itatiba

 100 – Disque Direitos Humanos

 180 – Central de Atendimento à Mulher

 4538-4010 – Delegacia de Defesa da Mulher

 4538-4035 – Delegacia de Polícia

 190 – Polícia Militar

 153 e 3183-0647 – Guarda Municipal

*ATENÇÃO: o 153 NÃO funciona para operadora VIVO.

 

Não deixe quem você ama ser a próxima vítima. Juntos somos mais fortes.

A união da arte com o design de interiores
04/05/2021   Artes Plásticas
 Postado por:   Renato Antonio

Criar espaços organizados, bem dispostos e bonitos é uma forma de trazer energia positiva para as pessoas que moram ou frequentam o local e deixar o ambiente esteticamente harmonioso e aconchegante. 

Para que isso aconteça, Maria Isabel Santos combina as artes plásticas com o design de interiores, entregando um diferencial dificilmente encontrado no mercado. A artista busca valorizar a beleza da natureza, captando-a em todos os seus detalhes e criando, com cores vivas e vibrantes, telas que se harmonizam em todos os ambientes, colocando em cada quadro a delicadeza de um gesto de amor ao que faz. Além disso, a artista tem a proposta de entender a necessidade do cliente e entregar não somente a obra, mas também dicas e sugestões de como deixar o ambiente ainda mais bonito.

“Eu mesma vou até o cliente entregar as obras e sugerir mudanças que façam o ambiente ser mais valorizado. Pintar uma parede, fazer uma mudança na disposição, em algum tecido, acrescentar algum objeto de decoração e outras dicas. Isso faz meu trabalho ser completo e agregar ainda mais estilo e modernidade.”, afirma Maria Isabel.

A partir de elementos como flores, flores estilizadas, frutas, folhas, pássaros, abstratos e urbanos, Maria Isabel tem se destacado na geração contemporânea dos artistas plásticos da região. Com muito trabalho e paixão, suas telas destacam a luz e a sombra no tamanho macro através de pinceladas precisas de modo que proporcionam aos ambientes um contraste colorido inspirado na própria natureza.

A artista plástica descobriu sua paixão pelas artes com 18 anos, ao passar em frente à Panamericana de Artes de São Paulo. “Eu olhei para a escola, vi um monte de gente bonita saindo e entrando e naquele momento,  falei para eu mesma que um dia eu iria estudar naquele lugar. Eu não entendia nada sobre artes, apenas achava bonito. Minha vida seguiu outro caminho, fui bancária, tive loja de decoração e bijuteria, fiz curso de design de interiores e só mais para frente comecei a pintar telas. Já no primeiro quadro eu me apaixonei e resolvi que aquela era a vida que eu queria: viver de arte.”, diz.

Hoje, com mais de 25 anos de carreira, já teve reconhecimento e obras expostas pelo Brasil e no exterior, como nos EUA, França, Itália, Inglaterra, Canadá, Japão, China, Bélgica, México, Venezuela, Panamá, Colômbia e Espanha.

Maria Isabel faz obras exclusivas e de acordo com a necessidade do cliente. Para saber mais, acesse o site ou entre em contato via WhatsApp. 

PARA SABER MAIS;

MARIA ISABEL DOS SANTOS

 INSTAGRAM: misabelsantos.artista

 FACEBOOK: Ateliê Maria Isabel Santos

 

O que aprendemos com a Covid-19
29/04/2021   Saúde, Beleza & Bem-Estar
 Postado por:   Renato Antonio

Olá queridos amigos, desejo que estejam todos bem.  Como sempre, gosto de começar dizendo não sou dona de nenhuma verdade hein! Só compartilho com vocês algumas reflexões pessoais.

Tenho ouvido algumas frases, com bastante frequência, que fazem menção às mudanças que a Covid-19  irá causar nas pessoas. Frases do tipo “vamos sair muito melhor dessa”, “o ser humano vai evoluir”, “tudo será diferente depois da pandemia...” e outras. Enfim, tenho certeza que vocês também já se depararam com alguma dessas frases. Daí, como é meu costume, fiquei pensando um pouquinho sobre essas frases, fato que aliás, só me fez produzir mais perguntas. O que de fato estamos aprendendo ou vamos aprender com essa pandemia? Será que estamos sentindo falta das pessoas ou do que elas nos proporcionavam? Você Já parou para se perguntar o que, realmente, a pandemia “tirou” de você?  

Nesse momento me atrevo a dar um conselho. Não fique com a primeira resposta que surgir em sua mente. Descarte essa e tenha coragem de continuar fazendo perguntas. Agora olhe mais lá no fundinho e seja corajoso para ver a resposta.

Suas respostas têm mais a haver com ser ou ter?  Vamos lá! Continue olhando suas respostas… Não quero parecer pessimista, mas acredito que a grande maioria das pessoas vão passar e sair dessa fase sem nenhuma mudança. Digo isso porque as mudanças sejam, de comportamento ou de pensamentos frente à vida, geralmente, acontecem de dentro para fora e não ao contrário. 

Continuo baseando minha opinião no fato de as pessoas que realmente desejavam mudar alguma coisa em duas vidas, enxergaram na pandemia uma grande oportunidade de testar coisas ou hipóteses que viam alimentando há algum tempo. Coisas como trabalhar um pouco menos, ter mais tempo com a família, desenvolver a prática de um consumo consciente, gastar menos, comer mais comida de verdade,  ficar mais perto das pessoas que realmente amam, ter mais saúde, dar menos valor às opiniões dos outros, rezar mais, desenvolver sua espiritualidade, ensinar seus filhos a comprar coisas que realmente estejam  precisando, abraçar mais seus pais, visitar seus avós, acompanhar as tarefas dos filhos, fazer parte do desenvolvimento das crianças de sua família… Enfim, esses e outros desejos que pareciam impossíveis de serem realizados diante da correria que vivia.  

Assim como as pessoas que nunca pararam para refletir sobre esses itens acima citados, mas que sempre mantiveram sua atenção direcionada ao consumo de tudo que desejam, a exibir seus feitos, a receber elogios por seus penteados, suas roupas, seu corpo, seus bens, seus sucessos, sua superioridade. Aqueles que se aproximavam dos pessoas para receber um benefício, seja ele material ou emocional, considere que, na maioria das vezes as pessoas buscam o benefício egóico, aquele a faz sentir se mais linda, mais importante, mais , mais , e mais um pouco... Esses também continuam fazendo exatamente isso.

O que quero dizer é que não acredito em nenhuma mudança realizada a partir do coletivo. As mudanças são sempre individuais e repito, de dentro pra fora!  Então se você exerceu sua coragem e foi um pouquinho mais fundo na busca de algumas respostas e se deparou com alguns aspectos que te deixaram orgulhoso, parabéns! Mas se vc olhou nos olhos de algumas respostas e não ficou muito confortável com o que viu, está tudo bem também.  O mais importante é não fugir das respostas, pois são as respostas que nos conduzem ao autoconhecimento.  

Sendo assim, minha reflexão é que a Covid-19 vai deixar para cada um de nós exatamente o que cada um já vinha procurando. 

PARA SABER MAIS:

Isabel C. Bona Branco

Psicóloga Clínica Cognitivo

Comportamental - CRP 06/58509-1

Rua  Pedro Elias de Godoy, 123

Jd. Cel. Peroba - Itatiba/SP

 (11) 9 6184-4653

 

Administração, fiscalização gerenciamento na construção civil:
20/04/2021   Construção
 Postado por:   Renato Antonio

Saiba mais sobre cada uma dessas funções para obter sucesso em sua obra

Frequentemente nos deparamos com dúvidas a respeito de cada uma dessas funções dentro de uma obra de construção civil. Muitos acham que não são necessárias ou que uma substitui a outra. O fato é que todas são importantes para a obra, e uma não substitui a outra, sendo elas complementares e com total integração entre si.

Execução de obra por Administração

No contrato para execução da construção por administração, o engenheiro, o arquiteto ou empresa construtora recebem uma remuneração fixa ou um percentual sobre o custo total da construção, estimado através de um orçamento detalhado, para assumir a responsabilidade técnica de executar a obra. O proprietário participa das decisões de contratações e compras, efetuando-as em seu nome e arcando com todos os custos de projetos, materiais, equipamentos, mão de obra, taxas, emolumentos e impostos. Essa modalidade também é conhecida por obra “a preço de custo”, conforme a lei 4.591/64 de incorporações imobiliárias.

O oposto à execução por administração é a empreitada, que pode ser a preço unitário ou global, fixo ou reajustável, onde o engenheiro, o arquiteto ou empresa construtora designados neste caso como “construtor-empreiteiro”, obrigam-se a executar a obra com autonomia na condução dos trabalhos, assumindo todos os encargos econômicos e responsabilidades das contratações decorrentes. 

Não se pode confundir a execução por administração, detalhada acima, com a administração da obra, a qual compreende o controle de recursos humanos, financeiro, contabilidade, contas a pagar e receber, e não possui função técnica específica. 

Fiscalização de Obras

A fiscalização de obras é a atividade técnica, realizada por engenheiro ou arquiteto, que envolve a inspeção e o controle técnico sistemático de obras ou serviços, sendo uma atuação mais relacionada à noção de auditoria.

A fiscalização tem a finalidade de examinar e verificar se sua execução obedece aos projetos e às especificações do caderno de encargos, memoriais descritivos, prazos estabelecidos, entre outros. Ela deve garantir a qualidade da obra em vários aspectos, baseado nas normas técnicas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), ficando descolada de atividades administrativas ou gerenciais. Deve observar as condições de durabilidade, solidez e segurança da obra, no período de garantia, identificando os vícios ou defeitos de construção.

Nas obras e serviços públicos, a fiscalização técnica reveste-se de grande importância social, pois os recursos públicos devem ser utilizados seguindo os princípios da economicidade, eficiência e eficácia.

Gerenciamento de Obras

O gerenciamento de obras é um processo mais amplo que envolve o planejamento, direção, coordenação, controle, comando e administração da obra, centralizando todos os processos e atividades necessárias à implantação de um empreendimento. Pode ser contratado ora expandindo, ora restringindo essas atividades, deixando à cargo do proprietário a decisão final sobre contratações e aquisições. Não é responsável por executar a obra, mas desempenha a mediação entre o proprietário da obra, seus executores, e demais intervenientes.

Gerenciar uma obra é ter a visão técnica e administrativa global do canteiro, realizar o acompanhamento do cronograma físico-financeiro e de todos os contratos com executores. Verificando, assim, o cumprimento das disposições contratuais quanto a todos os seus aspectos jurídicos, técnicos e administrativos, seus aditamentos, suas medições, as aplicações de penalidades e o encerramento, com um olhar mais abrangente, do qual faz parte uma visão decisória, preventiva e corretiva.

Como o gerenciador participa de forma ativa de todo o conjunto de atividades que faz parte da execução da obra, tem uma visão mais profunda e integrada da complexidade do processo construtivo, e consegue assim, gerir e mitigar os riscos inerentes ao negócio.

Na prática, o gerenciador garante a eficiência e o cumprimento das condições estabelecidas, com muito menos crises ou problemas no decorrer do processo, e deve ser compreendido como um investimento indispensável. Mesmo com os custos envolvidos na sua contratação, os ganhos são significativos: cumprimento de prazos, segurança nas informações e confiança no suporte técnico. Esses são, com toda certeza, fatores que reduzem o estresse do cliente e justificam este tipo de serviço.

Fique atento às regulamentações

Quaisquer das atividades técnicas acima descritas, devem ser desempenhadas por engenheiro ou empresa registrados no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), com emissão da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) e preenchimento do Livro de Ordem ou por arquiteto ou empresa registrados no CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo), com a emissão do RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) específica dos serviços que realizarem.

Constitui exercício ilegal da profissão a prestação de qualquer dos serviços acima descritos, seja por pessoa leiga, empresa, ou por profissional não registrado, com as devidas atribuições nos conselhos profissionais citados. Os contratos verbais ou escritos firmados nessas condições também são nulos de pleno direito.

Por fim, o segredo para o sucesso de uma construção está num bom processo de gestão, pois através dele é possível agregar competitividade e eficiência à mesma, investindo os recursos com inteligência, evitando o desperdício de tempo e dinheiro e garantindo, assim, os melhores resultados.

 

Planejar é estabelecer objetivos. Gerenciar é realizar estes objetivos! 

Engº Civil Nelson J. Mostaço

Presidente da AEAI

Membro Instituto de Engenharia de SP

Diretor da Construdesign Engenharia

Para saber mais:

Associação dos engenheiros e Arquitetos de Itatiba

 www.aeai.com.br

 

 

Entenda o que é moda e quais são as tendências primavera/verão 2020
16/04/2021   Moda
 Postado por:   Renato Antonio

E se te perguntarem o que é moda? Você vai saber responder? Moda é se vestir bem, sem precisar ser ditado pelas tendências ou pelo corpo adequado. Porque, na verdade, adequado mesmo, é aquilo que você escolhe usar. A moda é o que te faz bem.

Pense que o importante é você se  identificar com seu estilo e escolher as peças com as quais você se sente confortável. Segundo Adriana Lavelli  Piovani, sócia proprietária  da Rica de Marre, uma das formas de passar por mudanças de fase sem perder a elegância e a modernidade é vestir peças que tenham a sua personalidade, mas, ao mesmo tempo, sejam atemporais. 

“Uma dica importante para quem quer economizar tempo e dinheiro e se manter sempre bonita, é saber qual é a sua cartela de cores. Tempo, pois a pessoa já vai saber como usar as peças coloridas do armário. Dinheiro, pois as compras passam a ser mais focadas e objetivas, já que você vai saber exatamente o que te valoriza e o que não te valoriza. A descoberta das cores pode ajudar dar um “up” na autoestima, já que saber as cores que exaltam sua pele e sua beleza natural contribui para que a pessoa se sinta mais segura e bonita.”, afirma Adriana.

E as tendências da primavera verão? Por mais que não tenhamos que seguir tudo o que é tendência, vale a pena ficar de olho para ver o que te agrada. Essas estações pedem mais cores, leveza e conforto, Hortência Ribeiro Corcelli, também sócia proprietária da Rica de Marre, separou algumas as tendências mais fortes para a época.

Floral: o floral vibrante dessa vez vem com um desenho com  formato mais abstrato, semelhante a uma pintura. Além disso, os tons bem vibrantes e coloridos dão mais atitude.  A fluidez das roupas é uma  tendência para a estação, tecidos mais soltinhos dão um caráter mais leve e natural ao visual. Foque em saias e vestidos nessa pegada! 

Volume: o volume será elevado ao máximo, estamos na era das mangas bufantes e amamos, não é? A tendência dominou as street style das brasileiras e ganhou o coração das fashionistas, o volume destaca a produção e o estilo da moda. Na próxima temporada a ideia é abrir um leque de opções. Então se joga nesse volume. A estação também terá uma pegada romântica com muita feminilidade e muito glamour. 

Acessórios: não  poderíamos deixar de falar dos acessórios e, dessa vez,  inspirado na natureza. O dourado vai compor variados looks, será mais do que um detalhe, as jóias se destacarão pela pegada maximalista. Tanto em colares, pulseiras e brincos, os acessórios irão  imitar desenhos da natureza como folhas, flores e plantas. 

Tie dye: essa é uma tendência forte para nova estação retrô dos anos 70. Essa moda que vai e volta com a mistura de cores e o toque artesanal já ganhou o coração de muitas pessoas.

A Rica de Marre traz um novo conceito, em que as clientes contam com ajuda para escolher os melhores looks através de sua personalidade, estilo e conforto. As roupas são separadas e levadas até você. Mais praticidade e segurança para o seu dia a dia, entre em contato! 

PARA SABER MAIS:

 @ricademarrerepresentacoes

 

MISTÉRIOS DA AUTOFICÇÃO SÃO A APOSTA DO LIVRO “O CRIME QUE O DIABO NÃO COMETEU”
08/04/2021   Livros
 Postado por:   Renato Antonio

Sete contos, oito amores. Envolvente e sedutora, obra literária promete prender leitores dentro de romances reais, na ficção. Ou ao contrário.

Você cometeria um pecado sem desejar o perdão? Pois é, essa é uma questão difícil de se responder quando não se sabe qual é esse pecado, e o porquê de não se querer o perdão – se é que este existe ou será dado. A resposta, possivelmente, chegará ao público no próximo dia 11 de dezembro com o livro “O crime que o diabo não cometeu”, do escritor, jornalista e professor itatibense Giovane Almeida.

O trabalho é fruto de cinco anos de dedicação e escrita do rapaz de 27 anos, que coleciona narrativas publicadas, prêmios em jornalismo e literatura, trófeus de concursos literários JI/AEPTI e amores inspiradores para preencher longas páginas. Mas não espere por contos apaixonantes e leves. Já publicado anteriormente com uma obra autobiográfica, o “Tô pra lá do Canadá” (GRAPPE, 2016), que vendeu mais de 400 cópias físicas distribuídas em todo o país, o itatibense mergulhou em uma nova proposta, dentro de um novo gênero, que vai tirar o ar e provocar tensão em seus leitores.

Os sete contos possuem narradores e perspectivas diferentes – todos falam de um amor. O leitor parece assistir um novo universo de sentimentos em cada um deles, em que os romances são sufocados por um suspense envolvente e sedutor. A obra nasce como um convite à honestidade em relação aos desejos das vozes narradas, jovens e adultas, que são sinceras e confessionais, mas sem nenhuma culpa daquilo que fazem.

“É o trabalho mais íntimo e maduro de tudo o que já escrevi”, afirma o escritor. “Esses contos revelam pessoas e amores, criação e experiências, desejos e dores. Eu finalmente exorcizei para o papel os sentimentos e segredos que carrego no peito”. Questionado sobre o novo livro carregar traços autoficcionais, ou seja, suas vivências pessoais e íntimas somadas à ficção da literatura, Giovane não se intimida. “As pessoas devem ler e sentir o texto da maneira como desejarem. É interessante permitir ao leitor essa liberdade e deixá-lo livre para explorar ou questionar aquilo que quiser. Esse é o mistério – e o instigante. Gosto muito da proximidade com eles [leitores], então, vou adorar ouvi-los”, revela o autor que conversa com o público por meio de seu Instagram (@almeidago).

AUTOPUBLICAÇÃO

Pela primeira vez, Giovane apostará na autopublicação em plataformas digitais, alternativa explorada por novos escritores diante dos desafios e burocracias do meio editorial. O escritor assume que teve convite de editoras, mas recusou por conta da pandemia. “A produção da obra física exigirá trabalho de muitas pessoas no processo de impressão e distribuição. Não é o certo agora. É claro que todo escritor quer seu livro, seja para distribuir, autografar, presentear ou lançar numa noite de autógrafos, mas não é o momento e é nosso dever cumprir as normas de isolamento e segurança e não colocar outras pessoas em risco”, declara o autor, que investiu no processo de autopublicação da obra digital dentro de casa, com suporte de amigos e editores em encontros virtuais.

LANÇAMENTO

“O crime que o diabo não cometeu” estará disponível ao público pelo site da Amazon Brasil a partir da 00:01 de sexta-feira (11). O valor da obra em formato digital é R$7,00 e será integralmente revertido para uma instituição de caridade. “São tempos de ajudar ao próximo. Esse livro me fez enxergar tudo de uma outra maneira, e quero retribuir ao mundo. Estou em contato com algumas instituições”. No site pessoal do autor (www.giovanealmeida.com) também será possível adquirir o livro.

 

GIOVANE ALMEIDA é escritor, jornalista e professor de Literatura Brasileira. Natural de Itatiba, interior de São Paulo, estudou Mídia Social pela Universidade de Toronto (U of T) e se especializou em Língua e Literaturas pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Cursando sua segunda graduação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) em Letras Português-Inglês, criou, em 2012, o blog Estudiola, vencedor três vezes consecutivas do prêmio Top Blog Brasil, premiação nacional destinada a blogueiros de todo o país, que lhe rendeu uma parceria de conteúdo editorial com a MTV Brasil. Trabalhou como repórter, revisor, assessor de imprensa e editor, deixando um pouco os cargos do Jornalismo para se dedicar à Literatura e pesquisa acadêmica em discurso religioso e homoafetivo. Publicou seu primeiro livro em 2016, o “Tô pra lá do Canadá” (GRAPPE), uma obra autobiográfica que vendeu mais de 400 cópias físicas em todo o Brasil. 

Atualmente, divulga parte de seu trabalho em seu site pessoal com monólogos, contos e crônicas (www.giovanealmeida.com). “O crime que o diabo não cometeu” é sua estreia na autopublicação. 

PARA SABER MAIS:

“O CRIME QUE O DIABO NÃO COMETEU”

Páginas: 635 (Kindle)/ 56 (PDF)

Formatos disponíveis: e-book Kindle ou PDF.

Valor: R$ 7,00

Lançamento: 11 de dezembro, autopublicado na Amazon (www.amazon.com.br) e também disponível para compra no site pessoal do autor (www.giovanealmeida.com) 

Conecte-se com a gratidão e veja um mundo mais positivo!
06/04/2021   Terapia holística
 Postado por:   Renato Antonio

Ser grato é um dos estados mais positivos que podemos alcançar. Muitas pessoas sentem dificuldade em se conectar com a gratidão. Quando paramos para avaliar as coisas que temos, nos colocamos em um estado de espírito mais positivo e, com isso, passamos a focar nas coisas boas que nos acontecem ao invés de focar no que não está dando certo. Além, é claro, de passarmos a valorizar as coisas que já temos e que por estar “saindo tudo certo” esquecemos de observar e agradecer. E se você acordasse amanhã com somente as coisas que agradeceu hoje, o que você teria? 

Se você está interessado em se conectar com a gratidão, veja algumas  pequenas coisas” que você pode agradecer hoje! 

1- Seu lar! - Sei que nem todos os lares são perfeitos, mas já parou para pensar quantas pessoas prefeririam estar no seu lugar? É preciso agradecer por termos um local para morarmos e dormimos. Um local onde você possa guardar suas coisas e se sentir seguro.  Então, não se esqueça de agradecer por todos os dias pelo seu lar. 

2- Você acordou hoje! - E a cada dia que você tem a oportunidade de acordar, com ela vem inúmeras oportunidades para você. Acordar é um ato comum e justamente por isso nos esquecemos de agradecer por mais essa oportunidade que nos foi dada. Oportunidades de fazer algo diferente, de experienciar a vida, de passar por novas situações e de ir em busca do que queremos. 

3- Família e amigos - Pode ser de sangue ou de consideração. Você tem uma família e amigos que te amam e que te apoiam e não é porque eles estão sempre ali que você não deve agradecer pela presença deles. Você já ouviu aquela frase que diz que só valorizamos as coisas/pessoas quando perdemos? Então, não perca a oportunidade de agradecer a todos os seus entes queridos, que estão ao seu lado e que te apoiem. 

4- Poder experienciar a vida - Nosso corpo e nossos sentidos - Sei que nem todos estão passando por uma fase maravilhosa, mas já pensou no fato de você ter a oportunidade de mudar tudo? Você está aqui e agora, pode sentir o que se passa com você, pode experienciar a vida, está tendo uma nova oportunidade a cada dia. Você passa por experiências diferentes todos os dias! Isso também é um motivo para agradecer, que sorte a nossa poder viver a nossa vida. 

5- Tomar Decisões - Nós sabemos o que é melhor para gente e podemos decidir o que faremos, como agiremos e para onde vamos em nossas vidas. Você é grato pela oportunidade que te é dada por todos os dias de poder tomar decisões? Decida nesse momento que será sempre grato por tudo que você tem! Sinta esse sentimento percorrer por todo seu corpo e sinta junto os benefícios. 

6- Natureza - Não vou vir com “meu papo de guru”. Mas você já parou para pensar que sem a natureza nós não seríamos nada? Ela nos dá alimento, purifica nosso ar, fornece água, cura, acolhe e dá um lar para morarmos. 

Agradecer por agradecer

Apenas o fato de agradecermos já no conectamos com o que há de melhor no mundo e com os melhores sentimentos e emoções que possamos ter. Então, olhe ao se redor nesse momento e pense em algo que você possa agradecer. 

E eu agradeço pelo fato de você ter lido esse artigo até aqui! Por me dar a oportunidade de me expressar e assim me conectar com o que há de melhor em minha existência. Agradeço sempre pelo fato de poder compartilhar o que sinto, o que aprendi e vivi com todos ao meu redor. 

PARA SABER MAIS:

Renata Loffredo 

Comunicóloga e Terapeuta Holística 

Idealizadora do Unna Project junto com a Érika Rossi 

Conheça mais o projeto: 

 www.unnaproject.com.br

Toledo Bakery: O empreendedorismo jovem em família
31/03/2021   Negócios Gastronomia
 Postado por:   Renato Antonio

Empreender vai muito além de criar o próprio negócio. É preciso ter objetivo, coragem, muita dedicação e, sem dúvidas, amor pelo trabalho. Para as irmãs Júlia e Laura da Silva Toledo, de 19 e 16 anos, a paixão pela gastronomia sempre esteve presente, especialmente a arte da confeitaria. Confira nossa bate-papo com as irmãs especialistas em donuts sobre a Toledo Bakery!

Q Revista: De onde surgiu a ideia de criar um negócio próprio?

R.: Sempre fomos apaixonadas pela gastronomia. Na Páscoa desse ano tivemos a ideia de vender ovos de chocolate recheados. Começamos fazendo para a família e divulgando a venda em nossos perfis pessoais no Instagram e como acabou fazendo muito sucesso e recebemos muitos elogios, decidimos então começar a vender os doces. 

Q Revista: Vocês tinham outras opções de negócio quando pensaram em empreender?

R.: Não, a confeitaria sempre nos atraiu! No máximo algo salgado, mas sempre na área da culinária. 

Q Revista: Vocês buscaram referências ou ajuda de alguém para começar o negócio?

R.: No começo foi bem difícil lidar com tudo. Os cálculos de preços, as compras, embalagens, os gastos e lucros… Como nunca tínhamos vendido nada, não tínhamos noção de muita coisa. Tivemos a ajuda dos nossos pais e familiares e inspiração na nossa querida professora Natália Esteves. 

Q Revista: Qual era o objetivo inicial?

R.: Tudo começou durante a pandemia, tínhamos como objetivo nos distrair, sair da rotina, já que não estávamos tendo aula e claro, mostrar um pouquinho do nosso trabalho para as pessoas. 

Q Revista: O que foi mais difícil?

R.: Como começamos com a intenção de vender somente para os mais próximos, nem imaginávamos a proporção que nosso negócio ia se tornar. Tivemos que administrar o nosso tempo com anotar pedidos, produção, embalar as encomendas, entregas... No começo foi bem complicado, mas com o tempo pegamos o jeito. 

Q Revista: O que você diria para quem quer começar um negócio próprio?

R.: Primeiro de tudo, não desistir! Devemos persistir sempre! Imprevistos e obstáculos sempre estarão no caminho. E toda essa trajetória vale muito a pena! 

Q Revista: Conte um pouco da experiência de vocês!

R.: Nosso encanto pela gastronomia começou desde pequenas. Tanto que fizemos um curso de culinária aos 8 e 11 anos. É muito gratificante ver como estamos evoluindo e aprendendo com o nosso negócio (Toledo Bakery). A proporção que tudo isso se tornou nos enche de orgulho e queremos levar esse hobbie, que virou trabalho, para sempre. E quem sabe um dia abrirmos fisicamente a tão sonhada Toledo Bakery!

Para quem quer conhecer a Toledo Bakery, confira o Instagram do negócio ou entre em contato pelo WhatsApp para fazer uma encomenda! 

PARA SABER MAIS:

 @toledobakery

 (11) 94106-0410

 

1 2 3

Publicidade
Siga-nos no Instagram

Empresas Recentes