Encontre empresas, produtos e entretenimento


Notícias
Tal pai tal filho: seu estresse pode estressar seu cão
03/09/2021   Pet e Cia
 Postado por:   Iara Consoline

De acordo com estudo realizado pela Universidade de Linköp, os cães não só sentem o estresse dos seus tutores como se estressam junto com eles, isso porque, o estudo demonstrou que o nível do hormônio cortisol, conhecido como hormônio do estresse, também aumenta nos cães, quando isso ocorre com seus familiares.

Por isso, é preciso ter atenção a alteração de hábitos do cão como, latidos excessivos, medo, pânico de ficar sozinho, entre outros. Caso isso aconteça e se seu tutor apresentar um quadro de estresse, há um forte indício de que o pet está compartilhando do mesmo problema.

Neste caso, é importante tomar medidas para evitar que o estresse do tutor comprometa a saúde do filho de quatro patas, desde a necessidade de manter uma rotina de autocuidado, até medidas para acalmar o pet.

Confira mais informações sobre o estudo e também nossas dicas de cuidados para evitar ou amenizar o estresse do peludo:

 

O estudo

Segundo informações da BBC News Brasil, o estudo realizado por cientistas da Universidade de Linköping, na Suécia, constatou que donos de animais de estimação estressados podem influenciar o estado emocional de seus cães. A descoberta baseou-se em uma análise da presença de cortisol no organismo das pessoas e de seus pets. De acordo com a bióloga Lina Roth, uma das responsáveis pela pesquisa, os cães e os donos "sincronizam" seus níveis de estresse a longo prazo, isso quer dizer que a personalidade do dono afeta as concentrações de cortisol nos cães.

Trata-se de um efeito do processo de domesticação dos cães, o que os levou a se tornarem seres dependentes dos humanos, inclusive emocionalmente. É como se o cão espelhasse o estresse de seu dono. O estudo acompanhou 58 cães das raças Border Collie e Pastor de Shetland e suas donas. A partir de amostras de cabelo das proprietárias e dos pelos de seus cães, foi analisada a concentração de cortisol em duas ocasiões diferentes. As raças escolhidas têm em comum a capacidade de interagir bem com seres humanos, respondendo com precisão e rapidez aos sinais.  

O resultado da pesquisa

Os pesquisadores descobriram que, à medida que o pelo cresce, o cortisol da corrente sanguínea é gradualmente incorporado e, a partir de amostras de cabelo, eles conseguiram analisar os níveis de estresse ao longo de meses. As tutoras dos cães também responderam um longo questionário com perguntas da personalidade - tanto delas, quanto de seus cães. A partir dessas análises, descobriu-se que os níveis de cortisol a longo prazo no cão e em seu dono foram sincronizados, de modo que os proprietários com altos níveis de cortisol têm cães com altos níveis de cortisol.  

Como deixar o pet mais tranquilo?

A primeira coisa a se fazer é o autocuidado: se seu estresse está afetando o pet, que tal ser mais atencioso consigo mesmo?

Outra dica é o cuidado natural com o pet, a partir do uso de suplementos naturais, opte por algum que tenha como base o maracujá pois, ele pode trazer inúmeros benefícios para ajudar no tratamento de diversos problemas.A ansiedade, a hiperatividade, agitação noturna e problemas de sono, por exemplo, considerado um calmante natural, o maracujá possui propriedades ansiolíticas (atuando contra irritabilidade e hiperatividade) e antiespasmódicas (que suprime a contração do tecido muscular liso, promovendo conforto digestivo para ajudar a acalmar o animal). Também melhora a concentração do pet para o adestramento e a realização de exercícios. Entretanto, esta planta e seu fruto não devem ser oferecidos aos cães diretamente, como alimento.

Preparamos algumas dicas que também podem te ajudar a amenizar o problema, aplique as dicas e aproveite esses momentos com seu pet. Confira:

Dica 1: Passeio: o cão entra em contato com estímulos externos, como outros bichos e sons, cheiros e texturas. O recomendado é passear duas vezes ao dia, uma pela manhã e a outra no final do dia. Agora, se você não tiver tempo para isso, é interessante pensar em contratar um passeador. Ou, outra opção é deixar o animal no day care. Cachorro preso em casa, sem conhecer outros amiguinhos e sem a possibilidade de cheirar para conhecer o mundo, pode ser um estresse.   

Dica 2: Socialização: um dos aspectos mais importantes da vida de um cachorro é a socialização. Por isso, levar o pet para passeios desde cedo (após o fim do protocolo vacinal inicial). É muito bom para uma boa convivência. Além disso, o exercício físico ajuda a reduzir a ansiedade do pet.   

Dica 3: Vínculo emocional: deixar para dar atenção ao cão somente quando tiver tempo pode fazer com que o seu pet se sinta muito sozinho. Isso porque quase nunca sobra horas no dia para fazer isso. Portanto, o importante é incluir o pet na sua rotina. Assim fica menos corrido para você e o peludo ganha atenção diversas vezes ao dia. Para isso, separe um tempo para realizar as atividades que o peludo gosta, como passear ou brincar.   

Dica 4: Enriquecimento ambiental: para os pets que passam muito tempo sozinhos, manter um ambiente com diversas opções de brinquedos interativos é fundamental. Também é importante que o tutor ensine e estimule brincadeiras. 

Dica extra para o tutor: as ações sugeridas também podem te auxiliar a reduzir o seu estresse, pois, nos momentos com o pet você vai conseguir manter a cabeça longe dos problemas com mais facilidade, além de toda a diversão que estar mais perto do seu filho de quatro patas pode proporcionar.

As veterinárias da Botica Pets nos enviaram informações para este texto, conheça a Botica Pets: https://www.boticapets.com.br/

 

Imagem: <a href='https://br.freepik.com/fotos/fundo'>Fundo foto criado por photoangel - br.freepik.com</a>

NO MÊS DO ADVOGADO, PRESIDENTE DA OAB SP DESTACA A ATUAÇÃO DA INSTITUIÇÃO
04/08/2021   Direito
 Postado por:   QRevista

MÊS DA ADVOCACIA

ENTREVISTA COM O PRESIDENTE DA OAB SP

 

A pandemia do novo coronavírus impôs ao mundo mudanças nos hábitos do cotidiano. Tornou imperativo o excessivo cuidado com a higiene e saúde, levou milhões de trabalhadores a se adaptarem ao home office, às reuniões on-line e, consequentemente, provocou alterações na maneira como as empresas e instituições passaram a se relacionar com seus públicos.  O biênio 2020/21 ficará marcado para sempre pela pandemia e como um período que determina uma mudança mundial na vida de toda a população. Todos os setores tiveram que fazer suas adaptações às mudanças e não foi diferente no setor jurídico.

Neste mês de agosto, em que se comemora o Dia da Advocacia (11/08), o presidente da OAB SP, Caio Augusto Silva dos Santos, esclarece, em entrevista, quais foram as alterações necessárias para que a entidade continuasse a sua função de dar suporte aos mais de 450 mil advogados e advogadas do Estado de São Paulo e estes, por sua vez, em conjunto com a OAB SP, de apoiarem a população nas questões mais prementes dos direitos humanos, da justiça social, das garantias individuais, da segurança e da manutenção da justiça e da democracia.

Neste bate-papo com Santos, fica claro o empenho da OAB SP no apoio à classe, na defesa dos direitos humanos, no acesso à justiça – seja pela Advocacia ou pelo cidadão –, na participação cada vez maior das mulheres na Advocacia em cargos diretivos e de liderança, no apoio às questões como a igualdade de gêneros, na diversidade e inclusão. Além desses temas, de extrema relevância, o presidente da Secional São Paulo destaca, também, a modernização da entidade com uso e introdução de tecnologias para proporcionar melhor atendimento à população.

 

Entrevista

1.    Quais foram as principais providências tomadas pela OAB SP para este período, em que diversos setores tiveram que alterar suas rotinas?

Durante toda a pandemia, que vigora até hoje, todo o Sistema OAB SP/CAASP, por meio de suas Diretorias, Conselheiros, Subseções e Comissões, tem atuado de forma perene e imediata para assegurar a continuidade dos trabalhos dos mais de 450 mil advogadas e advogados paulistas.

Nesse período pandêmico, lançamos mão de centenas de ações exclusivamente voltadas ao auxílio da Advocacia no enfrentamento da Covid-19, seja no apoio estrutural e operacional, seja por meio da atuação direta com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Foram inúmeras as providências adotadas, valendo, a título de exemplo, mencionar os mais de 50 mil atendimentos de solicitações para pagamento dos benefícios alimentares humanitários criados para atendimento da Advocacia, especificamente dos que apresentaram dificuldades financeiras para a compra de cestas básicas, pedidos de suspensão das audiências, sessões e prazos nos Tribunais; solicitação de atendimentos por meios eletrônicos para Secretaria de Administração Penitenciária; acordo inédito com o INSS para atendimento exclusivo da Advocacia por meio virtual; disponibilidade de cursos da Escola Superior da Advocacia sem custo; plataforma de saúde mental; após tratativas da OAB SP, os Tribunais continuaram com os pagamentos de precatórios; parceria entre OAB SP, CNJ, ARPEN e órgãos públicos para auxiliar a população vulnerável a ter acesso ao auxílio emergencial, entre outros.

 

2.    O que o senhor considera mais importante nas medidas adotadas? E como os profissionais do Direito viram essas iniciativas?

A pandemia ressalta a importância de muitas coisas que já eram fundamentais, mas que não ficavam tão evidentes. A essencialidade da Advocacia foi uma delas. Em um ambiente transformador, assegurar direitos e deveres se torna imprescindível para a preservação da cidadania e da própria democracia. Nesse cenário, a atuação da Advocacia nunca foi tão essencial. Observamos, nesse período de enfrentamento à pandemia, um trabalho intenso dos profissionais do Direito para garantir acesso à Justiça e dar continuidade ao trabalho de levá-la a quem precisa.

 

3.    A pandemia fragilizou a economia, provocou desemprego e fechamento de empresas. A OAB SP tomou alguma iniciativa para apoiar seus inscritos em função da retração econômica? Isso foi sentido na Advocacia?

Desde o início da gestão, trabalhamos no apoio à Advocacia paulista. Não aumentamos o valor da anuidade durante todo o período da nossa gestão, absorvendo, inclusive, a significativa inflação do período, sem prejuízo, evidentemente, não só da manutenção da estrutura de atendimento à Advocacia em todo Estado, mas, também, da expressiva ampliação dela.

Para além disso, extinguimos a anuidade das Sociedades de Advogados e criamos dois e significativos benefícios para as advogadas e estagiárias, representados pela isenção da anuidade no ano em que elas se tornem mães biológicas ou adotantes, e por benefício financeiro da CAASP às vítimas de violência doméstica.

Igualmente, é importante destacar que, nacionalmente, todo o Sistema Ordem tem se empenhado na defesa do mercado de trabalho da Advocacia, por meio da busca incessante do respeito aos honorários advocatícios contratuais e sucumbenciais e do atestamento da presença obrigatória da advogada e do advogado em todos os espaços de discussão de direitos, o que culminou até mesmo no ajuizamento de ações pelo Conselhos Estadual e Federal junto ao Poder Judiciário, inclusive, perante o Supremo Tribunal Federal.

Muito foi feito, mas sabemos que ainda há muito mais a se fazer. Por isso, na nossa gestão, os gestores do Sistema OAB SP/CAASP não medem esforços para bem atender a Advocacia e a sociedade.

 

4.    Uma questão muito atual, que tem pautado o cotidiano, é a igualdade de gêneros, a diversidade e a inclusão. Como a OAB SP trata essas questões?

A paridade de gênero é um dos pilares da OAB SP desde o início da Gestão, em 2019, que já começou com 38% de mulheres na composição do Conselho Secional, ultrapassando a cota de 30% estabelecida anteriormente pelo Conselho Federal para valer apenas para as eleições que ocorreriam em 2021. Hoje, a média de mulheres compondo os cargos de liderança dentro do Sistema OAB SP/CAASP chega a quase 50% nos cargos de liderança, valendo consignar que mais de 50% das Comissões da OAB SP são presididas por mulheres.

Indo além da paridade de gênero, o Sistema OAB SP/CAASP desempenha um trabalho intenso no que tange às questões envolvendo a mulher, na defesa de suas prerrogativas e no auxílio prestado em questões que impactam diretamente sua rotina e segurança. Para a renovação do convênio da Assistência Judiciária, firmada recentemente com a Defensoria Pública Estadual, por exemplo, asseguramos à Advocacia e a todos os adotantes – pessoas casadas, solteiras ou em união estável – independente de gênero, a licença de seis meses. Um avanço significativo no contexto das mulheres Advogadas e da causa LGBTQIA+.

A igualdade racial também é um assunto de suma importância, por isso, a inclusão de profissionais negros e negras no Sistema Ordem também tem sido pauta desde o início da gestão, pois acreditamos que a OAB SP deve servir de vetor de transformação e de afastamento de todas as barreiras de inclusão. Essa foi a razão de a Ordem ter sido uma grande condutora da discussão sobre a paridade de mulheres e de inclusão da cota racial dentro do nosso sistema.

Em especial, nesta gestão, temos trabalhado com a efetiva participação e presença das mulheres e de negros, envolvendo pretos e pardos, fazendo com que presidências de comissões fossem exercidas de forma equitativa e paritária entre mulheres e, também, observando cotas raciais. Podemos assegurar que, desde 2019, temos agido na prática e procurado dar, todos os dias, uma sinalização a toda a sociedade da necessidade de trabalharmos em conjunto com homens, mulheres, jovens, profissionais mais experientes, negros, brancos, pardos, amarelos, vermelhos, porque só com a união e esforços de todos vamos conseguir construir uma sociedade mais justa. Estou convencido de que é a pluralidade da sociedade que nos fará construir uma sociedade cada vez mais justa.

 

5.    Neste mês da Advocacia, o que a OAB prevê para o futuro da classe? Quais são as iniciativas que devem ser tomadas para atender aos anseios dos profissionais do Direito?

Acredito que a pandemia mostrou a essencialidade de nos mantermos unidos, empáticos, prontos para colaborar e ajudar o próximo, e o quanto, ao fazermos isso, tudo se torna mais produtivo, prazeroso e fundamental para o trabalho, à vida pessoal, aos projetos, etc. Com a Advocacia não é diferente, por isso, minha visão sobre o futuro da classe é continuarmos nos unindo e nos entendendo cada vez mais, para que todos se fortaleçam e ganhem com isso.

Temos, como entidade, a missão de garantir a essencialidade da Advocacia, valorizando e defendendo seu trabalho perante os Poderes Constituídos (Executivo, Legislativo e Judiciário) e a sociedade. Nesse contexto, precisamos estar atentos às mudanças sociais, para que possamos agir de acordo com as necessidades que surgem ao longo do caminho, pois, só assim, conseguiremos dar suporte adequado aos profissionais do Direito.

Como cuidar da saúde do seu pet no inverno?
09/07/2021   Pet e Cia
 Postado por:   Iara Consoline

O inverno chegou! Este é o momento de ficar de olho no comportamento do seu pet, afinal, os nossos amigos peludos também podem sentir frio, a intensidade varia de acordo com o porte e pelagem, por isso, é preciso estar alerta para algumas reações do pet. Caso ele esteja mais quieto, encolhido, com mais apetite e até tremendo, é a hora de escolher uma roupinha bem quentinha e colocar cobertores na caminha ;)

Separamos algumas dicas para que você mantenha a saúde do seu pet em dia e possa curtir as baixas temperaturas com seu melhor amigo, vamos lá?

Banho e tosa: a frequência de banhos no inverno poderá ser menor. Se você costuma dar banho no cachorro toda semana, pode passar a dar a cada quinze dias. Se for em casa, opte pelos horários mais quentes do dia e lembre-se de secar bem todos os pelinhos dele. Em relação à tosa, vale a pena deixar o pelo crescer um pouco nessa época para ajudar na proteção do animal. É preciso investir na escovação diária dos pelos para que não embolem.

Passeios: não é porque está frio lá fora que o seu cachorro pode deixar de passear. Evite os horários mais frios e com chuva. Escolha o momento ideal do dia para uma caminhada com o pet. O horário mais quentinho é sempre próximo da hora do almoço. Se mesmo assim estiver muito frio, vale a pena colocar uma roupinha nos cachorros que têm pelo curto. Certifique-se que a roupa é confortável e que não limita os movimentos do pet.

Caminha aconchegante: o seu pet também precisa ter uma cama bem aconchegante para dormir bem gostoso. Uma coberta também é importante para os dias mais frios. Se o peludo dorme na área externa, procure mantê-lo em um local abrigado e dê a opção de uma casinha, caso ele queira se aquecer mais.

Atenção especial com os filhotes e idosos: no frio, estes pets podem ser mais afetados devido ao sistema imunológico mais frágil. Enquanto os pequenos ainda estão amadurecendo as defesas do corpo, os idosos já são naturalmente mais vulneráveis por conta da idade.

Turbine a imunidade do seu pet

Existem diversos ingredientes naturais que podem trazer benefícios para a saúde dos cães e gatos. Alguns nutrientes têm o poder de turbinar a imunidade dos animais, ajudar a reduzir os riscos de várias doenças (problemas de pelo e pelagem, alergias e outras) e atuar diretamente no sistema imune, aumentando as defesas do organismo como um todo.

A fórmula pronta Equilíbrio, da Botica Pets, é feita com nutrientes funcionais provenientes da cenoura, acerola, alcachofra, clorela e levedura de cerveja que, combinados na medida certa, auxiliam na melhora do estado de saúde e bem-estar do pet.

O produto é vendido em pó, comprimido ou palitos! As fórmulas são 100% naturais. Conheça a Fórmula Equilíbrio, aqui

Imagem:<a href='https://br.freepik.com/fotos/inverno'>Inverno foto criado por wirestock - br.freepik.com</a>

Higiene bucal: os cães também precisam de atenção e cuidados com os dentes
07/07/2021   Pet e Cia
 Postado por:   Iara Consoline

 

Você sabia que 80% dos cachorros com mais de três anos de idade apresentam problemas bucais? Para evitar a perda de dentes e manter o pet saudável, é preciso ter atenção e estabelecer uma rotina de cuidados, afinal, doenças periodontais podem acarretar problemas ainda mais graves, como a migração de bactérias para órgãos vitais: rins, fígado e coração. Além da periodontite, uma inflamação que ocasiona a perda de dentes e a deterioração dos tecidos que o sustentam, como a gengiva e o osso alveolar.

O maior problema da periodontite é que seus sinais são pouco perceptíveis e de rápida progressão, iniciando com o acúmulo de placas bacterianas que evoluem para o tártaro que, por sua vez, é responsável pela deterioração dos dentes.

Por isso, é preciso ficar alerta a quaisquer alterações nos dentes ou no comportamento do pet ao se alimentar. Embora seja um problema comum nos pets, 90% dos tutores acreditam que a gengiva e os dentes do pet estejam saudáveis.

 Para te ajudar a prevenir o problema, as veterinárias da Botica Pets prepararam uma lista com 5 fatores que podem predispor ao desenvolvimento de doenças bucais nos pets. Fique atento e observe sempre se há qualquer alteração nos dentes ou gengivas do pet:

1-           Não receber cuidados básicos com a saúde dos dentes em casa, como a escovação;

2-           Apresentar cálculo dental (tártaro);

3-           Dentes mal posicionados;

4-           Demonstrar salivação excessiva;

5-           Dificuldade em mastigar os alimentos.

Seu cão está apresentando algum destes sintomas? Busque a ajuda de um veterinário especialista que poderá realizar exames bucais e propor o tratamento adequado.

Mesmo que seu pet não apresente problemas bucais, é preciso tomar alguns cuidados para prevenir o problema. Confira:

Higienização dos dentes desde filhote

A escovação diária deve acontecer a partir dos seis meses de idade e para estimular o cão a aceitar este cuidado, é recomendado que ele tenha contato com a escovação ainda nos primeiros meses de vida. Uma boa estratégia é associar a escovação a um estímulo positivo como uma brincadeira, um passeio ou um carinho.

Conte com a ajuda de um especialista

O médico veterinário tem papel fundamental na orientação de realização do procedimento e também sobre as formas de estimular o cão a aceitar a escovação. Com a orientação do profissional também é possível oferecer suplementos, investindo em composições feitas com superalimentos. A Botica Pets possui fórmulas naturais que, com ingredientes naturais, ajudam a elevar a imunidade do pet e evitar doenças. Conheça as fórmulas em forma de treats (palitinhos) da Botica Pets 

Imagem: <a href='https://br.freepik.com/fotos/cao'>Cão foto criado por master1305 - br.freepik.com</a>

 

COMBATE AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES
25/05/2021   Projeto Social
 Postado por:   Renato Antonio

De acordo com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, 52% dos casos de exploração, violência ou abuso sexual ocorrem dentro da casa da vítima, e apenas 01 em cada 10 casos é notificado às autoridades.

O isolamento social em decorrência da pandemia agravou e aumentou ainda mais estes índices, somado a crise econômica que desencadeou a perda do emprego de milhares de pessoas, tornou a situação ainda mais alarmante.

 

AÇÕES

Para incentivar a denúncia no intuito de coibir estes crimes, entregamos materiais orientativos contendo informações importantes sobre como identificar possíveis abusos que podem ser visíveis nas mudanças de comportamento, tais como:

- tristeza excessiva,

- agressividade repentina, - isolamento;

- medo do convívio e contato com pessoas;

- dificuldades no aprendizado;

- rejeição ao seu próprio corpo, dentre outros que podem ser indícios de abuso sexual.

 

As ações abrangeram o centro da cidade, concentradas no CAC e também na Praça da Bandeira e Rua Aguiar Pupo.

 

LEI MUNICIPAL, VOLUNTÁRIOS E APOIADORES

Leila Bedani, Roselvira Passini, José Roberto Alves Feitosa e Hiroshi Bando autora da Lei 5168/2018 que “Institui a Semana de Enfrentamento ao Abuso e Violência Sexual Contra a Criança e Adolescente no Município de Itatiba”, destaca a relevância da campanha: “É uma ação que tem como foco, orientar, estimular a denunciar os abusos através dos canais de ajuda e conscientizar muitos jovens a se protegerem e assim terem uma vida longe dos traumas que o abuso sexual pode gerar. Por isso, qualquer sinal de suspeita, denuncie”.

 

As ações tiveram o apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria da Saúde e voluntários:

vereadora Leila Bedani: Grupo Mulheres do Brasil - Núcleo de Itatiba/SP, Libra Itatiba, Virada Feminina, Grupo Entre Rosas, Sibes (Sociedade Itatibense para o Bem-estar Social), CONSEG (Conselho de Segurança de Itatiba), Movimento ODS-SP, Igreja Adventista do Sétimo Dia de Itatiba/Quebrando o Silêncio, Conselho Tutelar de Itatiba, CEBASP/ Sagrada Família- Comunidade Educacional de Base Sítio Pinheirinho, Guarda Municipal de Itatiba, Projeto Eu Só Quero Amar, CAENF- Coletivo Cultural Campo dos Sonhos e IEN-Instituto Excelência Negra e ONG Trilhas, que cuidadosamente elaboraram materiais e distribuíram no semáforo da praça da bandeira no sábado.

 

ONDE DENUNCIAR E PROCURAR AJUDA?

 

 4524-7684 / 94711-8118 - Conselho Tutelar de Itatiba

 100 – Disque Direitos Humanos

 180 – Central de Atendimento à Mulher

 4538-4010 – Delegacia de Defesa da Mulher

 4538-4035 – Delegacia de Polícia

 190 – Polícia Militar

 153 e 3183-0647 – Guarda Municipal

*ATENÇÃO: o 153 NÃO funciona para operadora VIVO.

 

Não deixe quem você ama ser a próxima vítima. Juntos somos mais fortes.

Cuide ainda melhor do seu filhote: 5 dicas para um bom desenvolvimento
18/05/2021   Pet e Cia
 Postado por:   Iara Consoline

Enfim, o grande dia chegou: seu filhote acaba de vir para casa, antes de recebê-lo, possivelmente, você passou por momentos de pesquisa para avaliação de ONGs ou sobre o temperamento das raças com que se identifica, para garantir que o ambiente seja ideal para ele e também para que a família e o pet tenham uma ótima relação.

Esse tempo de busca e de visitas, gera ainda mais expectativa e ansiedade para os dias junto com o seu melhor amigo, mas, e agora? Como garantir que o filhote se desenvolva bem?

Separamos 5 dicas para que o seu melhor amigo viva saudável e feliz ao seu lado, basta seguir e curtir seu filhote:

Dica 1: Crie uma rotina adequada para o temperamento do pet

É preciso conhecer o seu peludo para que você consiga criar uma rotina que o deixe satisfeito e feliz. Caso ele seja mais agitado, é recomendado estimulá-lo com atividades em que ele possa gastar energia, como caminhadas e outras brincadeiras. Caso o cão tenha maior tendência ao sedentarismo, recomenda-se incluir na rotina dele atividades que o estimulem ao movimento.

Dica 2: Não há idade certa, já pode começar a adestrar

Muitas pessoas acreditam que há uma idade correta para iniciar os treinamentos com seu cão, mas, ele pode começar a ser treinado assim que chega em sua casa. Com paciência e alguns cuidados, ensinar o cão faz com que ele estabeleça um vínculo ainda maior de afeto e segurança com seu tutor.

Dica 3: Sociabilize seu filhotinho

O cão deve ser sociabilizado para que ele se torne mais seguro e menos reativo a outras pessoas, animais ou barulhos. Até os três meses, os cães têm mais facilidade de enfrentar novas experiências, então, é preciso que ele seja apresentado ao maior número de pessoas e animais possíveis e seja exposto a barulhos rotineiros, sempre sob a sua orientação para que ele se sinta seguro.

Embora pareça simples, essa atitude os faz ficar mais calmos e valentes quando mais velhos. Entretanto, é preciso ter cuidado com a forma com que o cão é exposto para que não haja traumas.

Dica 4: Seu cão precisa de um líder

Os cães devem reconhecer você como tutor e líder. Assim, a rotina de adestramento que estimula bons comportamentos e recompensa é uma boa estratégia para que isso aconteça. Não reconhecer o tutor como líder pode ocasionar agressividade e outras características relacionadas à sua tentativa de dominar o ambiente.

Isso acontece porque, naturalmente, os cães andam em matilha e para o peludo, sua matilha é a família com que convive, assim, não se trata de um mal comportamento, mas, de uma posição que o cão assume naturalmente, caso não identifique o líder.

Dica 5: Mantenha o seu filhote em segurança

Os três primeiros meses é o período que requer maior cuidado com a saúde do pet, é preciso evitar o contato com animais com problemas de saúde ou que você não conheça até que o filhote esteja totalmente imunizado com as vacinas recomendadas pelo veterinário. Para levar o filhotinho para passear, é recomendado optar por um carrinho ou levá-lo no colo, pois ele não deve correr riscos de contrair doenças.

Nesta fase, é necessário manter seu filhote em bom estado nutricional, uma boa opção é oferecer a Fórmula Gestante & Filhotes da Botica Pets que garante aporte de nutrientes para que ele possa se desenvolver com saúde, a fórmula também pode auxiliar no sistema imunológico do pet. Conheça a Fórmula Gestante & Filhote da Botica Pets. 

Siga as dicas e garanta o bom desenvolvimento do seu filhote J

Imagem: pixabay.com

A união da arte com o design de interiores
04/05/2021   Artes Plásticas
 Postado por:   Renato Antonio

Criar espaços organizados, bem dispostos e bonitos é uma forma de trazer energia positiva para as pessoas que moram ou frequentam o local e deixar o ambiente esteticamente harmonioso e aconchegante. 

Para que isso aconteça, Maria Isabel Santos combina as artes plásticas com o design de interiores, entregando um diferencial dificilmente encontrado no mercado. A artista busca valorizar a beleza da natureza, captando-a em todos os seus detalhes e criando, com cores vivas e vibrantes, telas que se harmonizam em todos os ambientes, colocando em cada quadro a delicadeza de um gesto de amor ao que faz. Além disso, a artista tem a proposta de entender a necessidade do cliente e entregar não somente a obra, mas também dicas e sugestões de como deixar o ambiente ainda mais bonito.

“Eu mesma vou até o cliente entregar as obras e sugerir mudanças que façam o ambiente ser mais valorizado. Pintar uma parede, fazer uma mudança na disposição, em algum tecido, acrescentar algum objeto de decoração e outras dicas. Isso faz meu trabalho ser completo e agregar ainda mais estilo e modernidade.”, afirma Maria Isabel.

A partir de elementos como flores, flores estilizadas, frutas, folhas, pássaros, abstratos e urbanos, Maria Isabel tem se destacado na geração contemporânea dos artistas plásticos da região. Com muito trabalho e paixão, suas telas destacam a luz e a sombra no tamanho macro através de pinceladas precisas de modo que proporcionam aos ambientes um contraste colorido inspirado na própria natureza.

A artista plástica descobriu sua paixão pelas artes com 18 anos, ao passar em frente à Panamericana de Artes de São Paulo. “Eu olhei para a escola, vi um monte de gente bonita saindo e entrando e naquele momento,  falei para eu mesma que um dia eu iria estudar naquele lugar. Eu não entendia nada sobre artes, apenas achava bonito. Minha vida seguiu outro caminho, fui bancária, tive loja de decoração e bijuteria, fiz curso de design de interiores e só mais para frente comecei a pintar telas. Já no primeiro quadro eu me apaixonei e resolvi que aquela era a vida que eu queria: viver de arte.”, diz.

Hoje, com mais de 25 anos de carreira, já teve reconhecimento e obras expostas pelo Brasil e no exterior, como nos EUA, França, Itália, Inglaterra, Canadá, Japão, China, Bélgica, México, Venezuela, Panamá, Colômbia e Espanha.

Maria Isabel faz obras exclusivas e de acordo com a necessidade do cliente. Para saber mais, acesse o site ou entre em contato via WhatsApp. 

PARA SABER MAIS;

MARIA ISABEL DOS SANTOS

 INSTAGRAM: misabelsantos.artista

 FACEBOOK: Ateliê Maria Isabel Santos

 

O que aprendemos com a Covid-19
29/04/2021   Saúde, Beleza & Bem-Estar
 Postado por:   Renato Antonio

Olá queridos amigos, desejo que estejam todos bem.  Como sempre, gosto de começar dizendo não sou dona de nenhuma verdade hein! Só compartilho com vocês algumas reflexões pessoais.

Tenho ouvido algumas frases, com bastante frequência, que fazem menção às mudanças que a Covid-19  irá causar nas pessoas. Frases do tipo “vamos sair muito melhor dessa”, “o ser humano vai evoluir”, “tudo será diferente depois da pandemia...” e outras. Enfim, tenho certeza que vocês também já se depararam com alguma dessas frases. Daí, como é meu costume, fiquei pensando um pouquinho sobre essas frases, fato que aliás, só me fez produzir mais perguntas. O que de fato estamos aprendendo ou vamos aprender com essa pandemia? Será que estamos sentindo falta das pessoas ou do que elas nos proporcionavam? Você Já parou para se perguntar o que, realmente, a pandemia “tirou” de você?  

Nesse momento me atrevo a dar um conselho. Não fique com a primeira resposta que surgir em sua mente. Descarte essa e tenha coragem de continuar fazendo perguntas. Agora olhe mais lá no fundinho e seja corajoso para ver a resposta.

Suas respostas têm mais a haver com ser ou ter?  Vamos lá! Continue olhando suas respostas… Não quero parecer pessimista, mas acredito que a grande maioria das pessoas vão passar e sair dessa fase sem nenhuma mudança. Digo isso porque as mudanças sejam, de comportamento ou de pensamentos frente à vida, geralmente, acontecem de dentro para fora e não ao contrário. 

Continuo baseando minha opinião no fato de as pessoas que realmente desejavam mudar alguma coisa em duas vidas, enxergaram na pandemia uma grande oportunidade de testar coisas ou hipóteses que viam alimentando há algum tempo. Coisas como trabalhar um pouco menos, ter mais tempo com a família, desenvolver a prática de um consumo consciente, gastar menos, comer mais comida de verdade,  ficar mais perto das pessoas que realmente amam, ter mais saúde, dar menos valor às opiniões dos outros, rezar mais, desenvolver sua espiritualidade, ensinar seus filhos a comprar coisas que realmente estejam  precisando, abraçar mais seus pais, visitar seus avós, acompanhar as tarefas dos filhos, fazer parte do desenvolvimento das crianças de sua família… Enfim, esses e outros desejos que pareciam impossíveis de serem realizados diante da correria que vivia.  

Assim como as pessoas que nunca pararam para refletir sobre esses itens acima citados, mas que sempre mantiveram sua atenção direcionada ao consumo de tudo que desejam, a exibir seus feitos, a receber elogios por seus penteados, suas roupas, seu corpo, seus bens, seus sucessos, sua superioridade. Aqueles que se aproximavam dos pessoas para receber um benefício, seja ele material ou emocional, considere que, na maioria das vezes as pessoas buscam o benefício egóico, aquele a faz sentir se mais linda, mais importante, mais , mais , e mais um pouco... Esses também continuam fazendo exatamente isso.

O que quero dizer é que não acredito em nenhuma mudança realizada a partir do coletivo. As mudanças são sempre individuais e repito, de dentro pra fora!  Então se você exerceu sua coragem e foi um pouquinho mais fundo na busca de algumas respostas e se deparou com alguns aspectos que te deixaram orgulhoso, parabéns! Mas se vc olhou nos olhos de algumas respostas e não ficou muito confortável com o que viu, está tudo bem também.  O mais importante é não fugir das respostas, pois são as respostas que nos conduzem ao autoconhecimento.  

Sendo assim, minha reflexão é que a Covid-19 vai deixar para cada um de nós exatamente o que cada um já vinha procurando. 

PARA SABER MAIS:

Isabel C. Bona Branco

Psicóloga Clínica Cognitivo

Comportamental - CRP 06/58509-1

Rua  Pedro Elias de Godoy, 123

Jd. Cel. Peroba - Itatiba/SP

 (11) 9 6184-4653

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

Publicidade
Siga-nos no Instagram

Empresas Recentes