Encontre empresas, produtos e entretenimento


Categoria: Esporte
Está em busca de exercícios e do contato com a natureza? Conheça o grupo Nova Galera do Pedal
19/01/2021   Esporte
 Postado por:   Renato Antonio

Podemos dizer que andar de bike está em alta, não é mesmo? É só prestar atenção pelas ruas que vemos diversos grupos praticando esse tipo de exercício físico. O aumento foi ainda mais significativo durante a pandemia, como uma forma de entrar em contato com a natureza, praticar exercícios e manter a saúde física e mental em dia.

Em Itatiba não foi diferente, o grupo Nova Galera do Pedal surgiu da ideia de reunir os amigos aos finais de semana para pedalar. “Eu como treinador pessoal, vejo como uma atividade que contempla alguns pilares da vida: saúde, pois é uma atividade física; social, pois é um momento de descontração com amigos e acaba se tornando um hobby; emocional, pois também acaba sendo um momento de introspecção e conexão consigo mesmo e pilar espiritual que contempla a conexão com Deus através da natureza.”, afirma Plínio Vilas Boas, integrante do grupo, dentista, coach e especialista em comportamento humano.

O Parque da Juventude e o Itatiba Mall tornaram-se pontos de encontro aos finais de semana e para quem acha que para andar junto com a turma precisa ser experiente, se engana. “Somos todos novatos (risos). A maioria é iniciante e nos passeios não fazemos competição. É um passeio descontraído, cada um no seu tempo e na sua condição física. Todos respeitam e acompanham. Isso é bem legal, pois é acolhedor.”, diz Walnes Oliveira da Silva, outro integrante do grupo e barbeiro na cidade de Itatiba.

Segundo Plínio, no começo um amigo foi chamando o outro, o grupo começou a crescer cada vez mais e hoje são mais de 55 pessoas pertencentes ao Nova Galera do Penal. O integrante do grupo também afirma que dentre os benefícios de andar de bike estão o bem-estar, o entretenimento, as novas amizades e o contato com a natureza. 

“Quando você é pego pelo “vírus bike” ele não sai mais de você e quando não é possível pedalar por uns dias, já sente uma tremenda falta. Para quem quer começar a andar de bike, minha mensagem é simples: essa foi a melhor coisa que me aconteceu nestes últimos anos. Novas amizades, companheirismo, paisagens maravilhosas e o benefício do exercício físico. Fica a dica de uma excelente atividade que contribui muito, não só para o momento que estamos vivendo, mas para a vida toda.”, finaliza Plínio. 

Para saber mais:

Grupo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/BRD9BgYrwcE7cfBMLXEhtt

 

Aprenda a manter a postura adequada e eliminar as dores corporais
18/01/2021   Esporte
 Postado por:   Renato Antonio

A pandemia fez uma boa parte dos trabalhadores a mudarem o ambiente de trabalho para o home office. Com isso, as rotinas também mudaram. Se você estava acostumado com o ambiente confortável do escritório, rapidamente teve que adaptar um lugar para trabalhar em casa. Não é todo mundo tem mesa, cadeira e iluminação adequadas e a primeira a sofrer com isso é a coluna.

Levanta a mão quem ainda não reclamou nesta quarentena! Trabalhando com exercício físico e saúde há 13 anos, percebi um grande aumento do número de pessoas que passaram a desencadear ou mesmo agravar as dores na coluna pela má postura adotada nessa fase. 

Os problemas posturais podem ocasionar dores e contraturas musculares ou até mesmo doenças futuras como hiperlordose, escoliose, hipercifose e retificação da cervical e/ou da coluna. Além de desvios de coluna, pode ocorrer também a sobrecarga dos discos, aumentando as chances de surgimento de hérnias de disco, principalmente nas regiões lombar e cervical. Por isso, trago para você neste artigo algumas dicas que irão melhorar sua postura de trabalho e sua qualidade de vida. 

Primeiro, você sabe como montar uma estrutura adequada para o home office? O ideal é sempre utilizar uma cadeira e nunca o sofá, banco ou cama. Existe um padrão a se seguir para ter uma boa estação de trabalho. Estas são: 

1) A postura ideal é colocar as pernas paralelas à cadeira;

2) Flexionar os joelhos em um ângulo de 90 graus e apoiar bem ambos os pés no chão; 

3) Os braços devem ficar ao lado do corpo, com ombros e pescoços relaxados (os antebraços devem fazer um ângulo de 90 graus); 

4) A tela do computador e/ou notebook deve ficar na altura dos olhos, possibilitando uma boa visão sem a necessidade de projetar o pescoço para frente. A distância da tela deve ser de aproximadamente um braço do seu corpo, já sentado; 

5) Evite inclinar o pescoço e/ou aproximá-lo ao peito, pois essas posições podem gerar tensões nos ombros e nas costas; 

6) Ajuste o encosto da cadeira na região lombar com o objetivo de manter o tronco.

Além das dicas anteriores, é recomendado que, pelo menos a cada 40 minutos sentado, levante-se para movimentar um pouco o corpo e alongar.

Muitas pessoas acham que o home office acaba trazendo ainda mais trabalho e, com isso, a tensão. O acúmulo de função e também a própria pressão de se manter presente e eficaz no trabalho geram tensão muscular. Para aliviar as dores você pode fazer um bom alongamento durante o dia, intercalando com seu trabalho e também a noite antes de dormir (no meu canal do YouTube tem vários vídeos ensinando a fazer os alongamentos).

Uma ótima maneira de preservar a coluna é ter uma boa estrutura muscular, pois quanto mais forte os músculos das costas, menos sobrecarregamos a região.

Para quadros como a dor lombar, a prevenção, por meio de exercícios e poupando a região de atividades repetitivas, é uma excelente opção.  O alongamento e a ginástica laboral (alongamentos e movimentos no intervalo do trabalho) ajudam, mas não substituem os exercícios físicos regulares que fortalecem a musculatura da coluna e melhoram a postura. As pausas durante o trabalho são necessárias. 

Este é o momento para cuidar de você e trazer mais movimento para sua rotina. Mais movimento, menos dores. 

Para saber mais:

Bárbara Campana Moutinho, Personal Trainer

Levando Saúde através do Movimento

(011) 9.9294-2338

@saudecompersonal

 

Saúde com Personal

 

IrmaOller Fitness & Co. vista conforto dentro e fora da academia
16/03/2020   Moda Esporte
 Postado por:   QRevista

Quem não gosta de praticar atividades físicas com roupas confortáveis e que valorizam o corpo ao mesmo tempo que proporcionam segurança nos movimentos?

A dificuldade em encontrar roupas fitness para praticar suas atividades físicas foi o principal motivo de Irma Oller, empresária e proprietária da marca de moda fitness IrmaOller Fitness & Co. empreender nesse ramo. Sua única condição para iniciar neste segmento foi fazer algo diferente de tudo o que já tinha vestido antes.

Confira nosso bate-papo!

Quando a marca foi criada?
“IrmaOller Fitness & Co. foi lançada em agosto de 2015. Minhas primeiras clientes foram minhas irmãs, primas e amigas mais próximas. Aos poucos, amigas de longa data associaram meu nome pessoal ao produto e começaram a vestir minha coleção e me apoiar nas divulgações. As mídias sociais abriram portas e favoreceram para que a marca alcançasse mulheres de várias partes do Brasil que começaram a vestir, principalmente, minhas “leggings”.”
Qual é o propósito da IrmaOller Fitness & Co.?

“Ver minha marca sendo vestida por mulheres de todas as idades e biotipos sempre foi meu maior desejo. Acredito que todas tenham a sua beleza e mereçam ser valorizadas. Rotular um padrão e dizer que a marca só veste bem porque a pessoa é magra e alta não descreve minha coleção. Minha intenção é inspirar mulheres a terem uma vida ativa e praticar sua atividade física vestindo conforto. Sentir-se bem-vestida, confortável e linda. Isto define minha marca.”

Como foi o processo de escolha do nome?
“A escolha do meu nome pessoal para nomear minha marca foi inspirada em seu significado afetivo: herdei Irma de minha avó materna, que infelizmente faleceu meses antes do meu nascimento, e Oller como uma homenagem ao meu pai, por isto, IrmaOller Fitness & Co.”

Como funciona o desenvolvimento das peças?
“Todos os processos de desenvolvimento, produção e fornecedores foram apresentados por uma amiga estilista. Atualmente, desenvolvo as peças de acordo com a necessidade e expectativa de minhas clientes. É fundamental confeccionar a peça piloto e somente após aprovação esta peça é encaminhada para produção. Produzo pequenas quantias por modelo e inovo os tecidos a cada coleção desenvolvida, visando oferecer peças exclusivas.”

Qual é o diferencial da marca?
“O encantamento por ter minha marca de roupas fitness me conquistou tanto que decidi estudar o passo a passo de como produzir e cuidar de uma confecção, do começo ao fim. Atualmente, além de todos os tecidos, aviamentos e acessórios, desenvolvo a modelagem e realizo o corte de todas as peças da coleção. Faço questão que todas minhas clientes sintam meu cuidado ao vestir minha marca.”

 Onde encontrar: 
Irmaoller ftness & co.
Insta: @irmaoller_fitness_co
Face: IrmaOller Fitness & Co.
Whats: (11) 98121-2868
Loja virtual: www.irmaoller.com.br
Rua Piza e Almeida, 452 - térreo - Itatiba/SP

Lutadores de Itatiba são selecionados para mundial de Muay Thai na Tailândia
16/03/2020   Esporte
 Postado por:   QRevista

Os lutadores e irmãos Gerson Lucas e Filipe Lucas irão disputar o mundial de Muay Thai na Tailândia que acontece entre os dias 10 a 20 de março de 2020. A viagem está marcada para fevereiro para poderem fazer a adaptação aos treinos e clima do país. “O campeonato é dividido por categoria de peso e cada país tem sua seletiva. A Tailândia é o país do Muay Thai. Os tailandeses são sempre os favoritos, mas o Brasil está conseguindo ótimos resultados nos últimos anos”, afirma Gerson.

Os atletas foram selecionados e receberão ajuda com estadia, inscrição e treinos. Entretanto, o custo com passagens e alimentação são por conta dos irmãos. “Estamos à procura de patrocinadores e de parcerias para nos ajudar com esses custos que são bem altos, principalmente a passagem. É muito difícil ser atleta no Brasil, ainda mais na área de lutas. Mas esse é nosso estilo de vida, é o que amamos fazer e estamos lutando para realizar nosso sonho”, diz.

As pesagens do mundial acontecem sempre um dia antes das lutas e, dependendo da quantidade de atletas inscritos, para ser campeão, é necessário fazer de 4 a 5 lutas em 2 dias. Para alcançar seus objetivos, os lutadores estão se preparando com treinos intensos, alimentação adequada com ajuda de nutricionista, suplementos de qualidade, uso de vitaminas e ajuda de outros parceiros que conseguiram até o momento. Diante disso, acreditam que podem obter um ótimo resultado na Tailândia.

Gerson iniciou sua vida no Muay Thai há 9 anos, através de seu primo que já praticava a luta. Hoje, com 29 anos, afirma que no começo é difícil aprender os golpes, realizar os movimentos, mas é um esporte apaixonante. Além de ser uma defesa pessoal, o Muay Thai é uma ótima opção para a perda de peso, ganho de condicionamento físico e bem-estar dos praticantes. “No início eu tinha medo de chegar lá e apanhar, mas não é assim. Quando comecei, percebi que não é pancadaria, como muitos imaginam. É um esporte muito tradicional, com regras, doutrinas e, acima de tudo, existe muito respeito, principalmente com os iniciantes”, afirma Gerson.

 Para ajudar: 
Para quem tiver interesse em patrocinar os atletas deve entrar em contato:
e-mail gerson.hlucas@gmail.com
Whats: (11) 99407-0029

Fernando Fernandes uma vida no esporte
16/03/2020   Perfil Esporte
 Postado por:   QRevista

O esporte é algo extremamente importante e presente na vida de Fernando Fernandes, professor de Beach Tennis e proprietário da academia Fernando Fernandes Beach Tennis, que aos 12 anos de idade já praticava tênis. Ainda novo, deu início ao hipismo, esporte que lhe trouxe medalha de vice-campeão paulista. Mas sua carreira estava apenas começando.

Outra modalidade em que se destacou foi o golfe, que em 2016 se tornou o número 1 de São Paulo na categoria 8,5 a 14,0. Entretanto, mesmo praticando outros esportes, só descobriu sua verdadeira paixão em 2017, “Me apaixonei pelo beach tennis. É um esporte que é a cara do brasileiro. É um esporte alegre, social e família. Me entusiasmei, comecei a treinar e hoje sou o número 2 do Estado de São Paulo na categoria acima de 50 anos”, afirma Fernando.

Em outubro de 2017 teve a oportunidade de abrir sua própria escola, a academia Fernando Fernandes Beach Tennis, que inaugurou com apenas duas quadras e em fevereiro do ano seguinte já teve que ampliar o local, com a construção de mais duas. Segundo ele, o beach tennis é uma ótima escolha para quem está começando no esporte e para aqueles que querem algo diferente e acolhedor. “Essa é uma modalidade muito bacana para todo mundo, pois ela abre as portas para as pessoas que nunca praticaram nada. É fácil, divertida e que pode agregar muito”, diz.

O beach tennis teve sua origem na Itália e se expandiu para o mundo todo. Hoje em dia, o Brasil é o segundo país com maior número de atletas na modalidade. “Nos últimos dois anos o Brasil foi campeão mundial de beach tennis. Ganhamos a final contra os italianos por dois anos consecutivos. É um esporte que está se desenvolvendo muito, podemos perceber pelo número de atletas que temos na academia. No início eram 16, hoje são mais de 90”, diz.

Ao longo de sua carreira de 36 anos como técnico de tênis, treinou vários juvenis que ficaram entre os melhores do Brasil. Inclusive, sua aluna Juliana Piumatti chegou ao número 423 do mundo.“O esporte é uma das coisas mais importantes da vida e, com ele, as pessoas se socializam muito mais. É muito bacana ver como a integração funciona e a evolução dos meus alunos”, diz o esportista que afirma que ao começar o beach tennis sua vida mudou para muito melhor.

 Fernando Fernandes Beach Tennis 
Whats: (11) 97320-2019
Face/Insta: @fernandofernandesbeachtennis

‘Primeiras Braçadas’: projeto promove inclusão social por meio do esporte
16/03/2020   Projeto Social Saúde, Beleza & Bem-Estar Esporte
 Postado por:   QRevista

Pessoas com deficiência física, intelectual, visual e múltipla encontram na natação mais que uma prática de bem-estar em Itatiba

Quando o esporte encontra a autoestima, toda conquista é uma medalha de ouro. Nisso o projeto “Primeiras Braçadas”, grupo de natação multidade idealizado e mantido por voluntários em Itatiba, tem muito a celebrar.

Coordenado pelo professor de Educação Física Eduardo Perrone, o “Primeiras Braçadas” atende hoje cerca de 80 alunos, sendo 40 pessoas com deficiência, desde paralisia cerebral, amputadas, paraplégicas, tetraplégicas e com Síndrome de Down. A outra metade de alunos é formada por idosos com mais de 60 anos, que participam de aulas semanais de hidroginástica com objetivo focado na qualidade de vida.

Desde a criação do projeto, há seis anos, a meta é fazer da piscina o ponto onde todos, divididos pelas suas peculiaridades, são iguais e capazes de competir. Os treinos acontecem semanalmente realizados em piscinas oficiais da academia Na Ativa, parceira da iniciativa. A participação é gratuita e voltada à sociedade – o aluno ou interessado não precisa estar ligado a uma escola especial ou ONG.

Projeto para incluir – Em 2013, os irmãos nadadores Thomás e Thales Capeletto de Oliveira vislumbraram o projeto de incentivo à natação como ferramenta de inclusão social para um segmento muitas vezes esquecido quando se fala em competição esportiva: as pessoas com deficiência!
Auxiliados pelo amigo de longa data - o professor Perrone, que os acompanha desde que começaram a nadar, há mais de 30 anos – os irmãos chegaram às educadoras Heloisa Pereira Pancotto e Bruna Bredariol, que naquela época faziam mestrado na área. Elas deram forma ao projeto e se tornaram professoras. Heloisa ainda hoje segue com aulas, tendo como colaboradores Danilo Marcotriggiano do Nascimento e Gabriel de Moura Palladino. Patrocinado pela iniciativa privada de Itatiba e tendo como grandes apoiadores a empresa DryAll, a academia Na Ativa e o incentivador Marcelo Augusto dos Anjos, o projeto tem garantido os recursos necessários para manutenção dos treinos.

Conquistas – As medalhas são fruto da dedicação e do esforço dos participantes do “Primeiras Braçadas”. Elas somam dezenas nesses seis anos e vêm de importantes competições regionais -, e começaram já nos primeiros tempos de projeto. A princípio, a ideia do “Primeiras Braçadas” era despertar para recreação. Mas o potencial de disputa logo despontou em alguns participantes. Já no primeiro ano e com apenas três nadadores, vieram as primeiras medalhas nos Jogos Regionais e classificação para os Jogos Abertos de 2015. Neles, com uma equipe melhor estruturada, vieram mais medalhas e a 4ª colocação na classificação geral entre as equipes PNE (Portadores de Necessidades Especiais).

Neste 2019, a equipe Primeiras Braçadas voltou para Itatiba com um expressivo resultado após a 63ª edição dos Jogos Regionais da 4ª Região Esportiva do Estado de São Paulo, realizados em julho na cidade de Americana –SP. Foram 24 medalhas, de ouro, prata e bronze, seja nas categorias individuais ou nos revezamentos. Uma marca expressiva numa única e importante competição. Entre as outras principais competições, destaque para torneios regionais e para o Troféu Guilherme Guido, em que competem representando a cidade de Itatiba.

 Projeto de Inclusão da Pessoa com Deficiência 
“Primeiras Braçadas”

Onde: Semanalmente, na Academia Na Ativa (Endereço: Av. Guerino Grisotti, 405, Bairro do Engenho, Itatiba/SP).

Quando: Aulas às segundas-feiras, pela manhã e à tarde; quartas-feiras de manhã; quintas-feiras à tarde e nas sextas-feiras à tarde (inclusive a aula de hidro.)

Como participar: Procurando pelo professor Eduardo Perrone, nos dias de aulas. É feita entrevista prévia para avaliação de acordo com as regras do projeto. As aulas são gratuitas.

Tenista vinhedense termina ano como 1ª do ranking da Federação Paulista de Tênis
16/03/2020   Perfil Esporte
 Postado por:   QRevista

A tenista Ana Paula Credidio Fernandes terminou 2019 como 1ª do ranking da Federação Paulista de Tênis (FPT) nas categorias Mista Pro A, 40 Feminina e Pro Feminina. De 11 torneiros da categoria 40+ que participou neste ano, a atleta foi campeã em todos, se destacando no esporte que escolheu.

Ana Paula trocou a vida agitada de São Paulo pela tranquilidade da vida no interior. Começou no esporte com o apoio dos pais e não parou mais. “Iniciei a vida no esporte com 6 anos de idade, meu pai que me incentivou quando estávamos em São Paulo. Comecei a disputar campeonatos com 10 anos, mas hoje o Beach Tennis que é o forte. Temos a arena Beach Tennis que tem 8 quadras e faz 4 anos que estou nessa modalidade”, diz.

Seu primeiro contato com o Beach Tennis foi em Santos, quando passeava pelo litoral e viu um grupo de pessoas praticando o esporte. “Assim que vi o pessoal jogando Beach Tennis, me apaixonei”, afirma. No mesmo ano, em 2015, já começou a praticar o esporte e desde então as conquistas não param. Esse ano também recebeu o prêmio da Federação Paulista de Tênis de melhor jogadora em sua modalidade.

Ana Paula empreendeu em Vinhedo com a Arena Vinhedo de Beach Tennis que atualmente conta com mais de 200 sócios. “Tenho muitas crianças que praticam a modalidade. Esse esporte é para todos, por isso tem um crescimento teve um crescimento tão grande nos últimos anos. O Beach Tennis caiu no gosto das pessoas”, finaliza.

Arena Beach Tennis Vinhedo
Whats:(19) 99649-9168 - Arena Beach Tennis Vinhedo

O FUTEBOL QUE DEIXOU HISTÓRIAS E SAUDADES
04/02/2020   Perfil Esporte
 Postado por:   QRevista

Evandro Baladi

Evandro Roberto Baladi, 63 anos, começou a carreira cedo aos 13 anos de idade no Itatiba Esporte Clube, como jogador de futebol na categoria Dente de Leite, hoje conhecida como Sub 13. Três anos depois foi jogar na Sociedade Esportiva Bandeirantes, ainda na categoria amadora, onde teve o privilégio de inaugurar o estádio Abílio Sanfins no bairro da Ponte.

Jogou no Paulista F.C. de Jundiaí e S.E. Palmeiras na categoria Juvenil. E se profissionalizou no Jabaquara, em Santos. Passou pelos times A.A. Portuguesa Santista, Santos Futebol Clube, Colorado do Paraná hoje conhecido como Paraná Clube. E encerrou sua carreira no Santos Futebol Clube em 1987.

São anos repletos de histórias marcantes e uma das mais importantes foi quando se tornou campeão Paulista do primeiro turno pelo Santos e eleito o melhor em campo. E foi mais especial ainda pelo fato de seu pai estar presente. “Ele torceu, vibrou e comemorou junto. Foi um dia para nunca mais se esquecer”, diz.

Dentre os 12 anos de carreira profissional, outro fato que marcante foi quando saiu do Santos Futebol Clube e entrou para o Colorado. Estava no aeroporto quando encontrou o goleiro Marola, que também jogava no Santos. Perguntou o que ele estava fazendo alí e a resposta foi inesperada. Também havia sido contratado pelo Colorado. E lá foram os dois para o mesmo time novamente. 

Baladi sente falta dos treinamentos, do ambiente, das competições e principalmente das viagens aonde teve o prazer de conhecer os estádios do Brasil e muitos países do exterior. 

Com o estádio lotado com mais de 60 mil torcedores, o frio na barriga era imediato ao chegar no corredor para entrar no campo de futebol, os pensamentos também eram um turbilhão de cobranças, como exemplo “não posso falhar”, “não posso errar”, “essa é minha responsabilidade”. Mas ao pisar em campo tudo era esquecido. “Somos preparados para aquilo”, afirma.

Segundo Baladi, ao contrário do que muitas pessoas pensam, o futebol profissional não é só glamour, dinheiro, carros e festas. “O dia a dia em um clube como o Santos é exaustivo. Existem as contusões, a impressa, diretoria e principalmente a torcida. Quando ganha você é o herói, quando perde você não presta. Não é fácil estar preparado para tudo isso, mas valeu muito a pena”, diz.

Para quem está começando agora a dica de Baladi é: consiga um empresário ou comece em uma boa escolinha de futebol. Ele afirma que o futebol mudou muito. Antes era necessário ter dom, talento e fazer alguns sacrifícios para seguir a carreira. E hoje, na maioria das vezes, ter um bom empresário já é meio caminho andado. 

1

Publicidade
Siga-nos no Instagram

Empresas Recentes